Neste sábado, dia 25, tem live da Romaria com viola e saudade

0
614
Márcia Iared é diretora de Cultura e Turismo

Márcia Iared – Diretora de Cultura e Turismo

A Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana, como evento mais antigo da cidade, já acumula 46 anos, desde que um grupo de homens de bem, inspirados, em alguns exemplos do leste paulista, se organizou com o objetivo de transportar numa Romaria de Cavaleiros, o velho cruzeiro que existia ao lado da Igreja Matriz para a Praça de Nossa Senhora Aparecida.
Tinham fé que carregando aquela cruz, afastariam as sucessivas e tristes ocorrências que nos últimos tempos haviam atingido a cidade. Com anuência do prefeito daquele ano de 74, Huber Brás Cossi, do padre Celestino, pároco da cidade e de Dom Davi Picão, bispo diocesano de São João da Boa Vista, que teve destacada presença neste memorável dia, a procissão aconteceu com grande emoção, principalmente dos pioneiros organizadores que dali em diante se dedicaram de corpo e alma àquele evento.
Desde então, por ser mês de Sant’Ana, a Romaria passou a ser dedicada à nossa padroeira. Crescendo a cada ano através da parceria da prefeitura e esforço de seus organizadores, há muito tempo, a Romaria traz romeiros de mais de 30 cidades e este é, por certo, a maior prova da repercussão que revela no seu bojo a grande importância que tem o mundo rural neste nosso Brasil.
E a esperada 46ª Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana, não tendo como acontecer neste ano tão atípico, não podemos deixar de usar os recursos virtuais de uma live para revivê-la, porque independente do vírus, nada impede que as pessoas que a respeitam possam reviver momentos que marcaram suas vidas, bem como neste dia renovarem sua fé.
Reeditando cenas de algumas das muitas romarias, estaremos também homenageando a todos que dela participaram com devoção, saudando Sant’Ana protetora das famílias, bem como àqueles que respeitaram seus animais não só por formação cristão, mas por tudo que eles representaram, na estruturação das tantas pequenas vilas, que se transformaram em tantas cidades que se estendem pelo nosso solo paulista.

Live
O evento será abrilhantado na parte musical com a presença de boa parte da nossa Orquestra de Viola Caipira, dirigida pelo maestro Luis Filipine e pela dupla Alessandra e Agnaldo, conhecida do nosso público pelas implacáveis apresentações e que neste evento saúdam a vida simples e valente, como não poderia deixar de ser, dos homens que nos sertões do Brasil lavraram suas terras, cantaram suas belezas, viveram suas histórias da vida de peão, e pelas suas estradas poeirentas transportaram tantas boiadas.
Agradecemos mais uma vez a todos que nestes 46 anos se empenharam para que ela se tornasse realidade e reitero o convite para interagir conosco no canal, e compartilhando suas lembranças e curiosidades relativas a esta marca da cultura vargengrandense, então até lá.

Missa
No último domingo, dia 19, membros da comissão da Romaria participaram da celebração na Igreja Matriz de Sant’Ana, com os padres Denis, Paulo e Antônio Carossi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui