Condomínio dos Bataticultores já fez mais de 400 testes de covid-19

0
664

O Condomínio dos Bataticultores até o dia 17 de julho, já havia realizado 432 exames para detecção da covid-19 junto aos trabalhadores rurais de outros estados que estão trabalhando na safra da batata em Vargem e também na região.
O condomínio é um consórcio de produtores de batata, formado principalmente por bataticultores de Vargem Grande do Sul, que se uniram para registrar os safristas nesta época do ano. A safra iniciou em final de junho e vai até o final de outubro, empregando centenas de trabalhadores.
Atualmente, o condomínio é administrado por Lenoir dos Santos, e segundo informou ao jornal, o condomínio já investiu mais de R$ 100 mil para a realização dos exames.
A presente matéria visa corrigir um erro cometido pelo jornal, que na edição passada, na página 4, na matéria intitulada “Prefeitura fechou bares e multou edícula no final de semana”, quando trata do assunto referente a realização de exames de PCR, feitos com a secreção, nos trabalhadores rurais que vieram de outras cidades para trabalhar em Vargem Grande do Sul, informou que foi a Prefeitura Municipal que teria realizado mais de 400 exames nestes trabalhadores, quando o correto é que foi o Condomínio que contrata este pessoal e que pagou pela realização dos mesmos. A prefeitura exigiu que os exames fossem feitos para que estas pessoas que vão residir e trabalhar na sua maioria no município, pudessem ter todas as garantias para evitar a contaminação da covid-19.
São entre 500 a 550 trabalhadores contratados para a atual safra e o condomínio deve investir mais de R$ 120 mil nestes exames até o final da colheita. Também cerca de vinte beneficiadoras de batata de Vargem e região, que nesta época do ano contratam muita mão de obra de fora, deverão contratar em torno de 250 safristas e investir aproximadamente R$ 50 mil para a realização de exames junto a estes trabalhadores para saber se os mesmos estão ou não com a doença, antes de contratá-los.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui