Reabertura em Vargem

0
1288
Mapa mostra situação da reabertura no estado

Parece um contrassenso. O número de casos de Covid-19 em Vargem tem crescido rapidamente. Nesta semana, a cidade já acumulou mais de 210 casos positivos desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus. E ainda assim, o governo do Estado classificou a região na fase amarela do plano de reabertura da quarentena e assim, o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) assinou decreto regulamentando o funcionamento de academias e restaurantes na cidade.
Na verdade, a fase amarela do programa estadual contempla também a reabertura do comércio, em horários mais flexíveis. No entanto, desde a primeira semana de maio as lojas da cidade já funcionavam. De maneira restrita, adotando uma série de medidas de segurança, mas atendiam ao público mesmo quando o município ainda não estava “encaixado” na fase do programa estadual de reabertura.
Isso porque os casos de Covid-19 na ocasião eram muito poucos. Na verdade, o primeiro paciente foi diagnosticado com a doença no dia 7 de maio. Porém, todo Estado estava em quarentena desde o dia 22 de março. Ou seja, a população de Vargem estava seguindo as medidas de isolamento social há seis semanas quando houve o primeiro caso.
A maioria dos moradores já não conseguia mais ficar tanto tempo confinada em suas casas e muitas famílias já não tinham mais como se sustentarem. Assim, mesmo sem a anuência legal, pessoas começaram a retomar suas atividades, buscando se prevenir da melhor maneira.
Porém, alguns setores continuaram fechados, como os serviços presenciais de restaurantes – que funcionavam apenas por entregas – e as academias. Assim, enquanto muitos empresários conseguiram voltam a produzir, os representantes destes setores continuaram por muito tempo tendo que “se virar” para não encerrarem suas atividades.
Agora, cinco meses após a determinação da quarentena, as academias poderão voltar a receber alunos, desde que seguindo medidas de restrição e prevenção. Assim como os salões de restaurantes retornaram a ter clientes.
Os bares ainda estão proibidos receber clientes em suas mesas. Mas, como muitos estabelecimentos da cidade, já conseguiram dar seu “jeitinho”, vendendo cerveja na porta, enquanto os clientes se aglomeram nas calçadas.
Assim, em Vargem, apenas as unidades educacionais continuam fechadas. Porém, com previsão de retorno presencial para outubro. Enquanto isso, os casos de Covid-19 no município continuam a subir. Fica o apelo aos moradores: quem puder ficar em casa, fique em casa. Quem precisar sair, sigas as recomendações de prevenção. Quem for malhar, tome cuidado. Quem for comer em restaurante, se previna. Uma hora a Covid-19 vai ser superada. Mas é preciso que todos façam sua parte para que esse período não faça mais vítimas por descuidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui