Projeção do IBGE aponta que população cresce em Vargem

0
911
Divinolândia registrou 60 pessoas a menos, segundo o IBGE. Foto: Reprodução Facebook

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na última semana, a estimativa populacional de 2020 de cada um dos 5.570 municípios brasileiros. Com data de referência em 1º de julho deste ano, pela estimativa, Vargem Grande do Sul está com 43.110 habitantes, 265 a mais do que foi registrado em 2019 pela projeção.
O estudo mostra que 21,9% da população está concentrada em 17 municípios, todos com mais de um milhão de habitantes, sendo que 14 são capitais estaduais. O município de São Paulo continua sendo o mais populoso, com 12,3 milhões de habitantes. Com apenas 776 habitantes, Serra da Saudade (MG) continua sendo a cidade brasileira com menor população.
De acordo com o IBGE, na última década, as estimativas indicam aumento gradativo da quantidade de grandes municípios no país. No Censo de 2010, somente 38 cidades tinham população superior a 500 mil habitantes, e 15 delas tinham mais de um milhão de moradores. Já em 2020, eram 49 os municípios brasileiros com mais de 500 mil habitantes, sendo 17 os que superavam a marca de um milhão de habitantes.
Em 28,1% dos municípios, sendo 1.565 cidades, as taxas de crescimento foram negativas, ou seja, houve redução populacional. Pouco mais da metade dos municípios brasileiros (52,1%) apresentou crescimento populacional entre zero e 1%. Apenas 205 municípios (3,7% do total) indicaram crescimento igual ou superior a 2%.
As regiões Norte e Centro-Oeste tinham as maiores proporções de municípios com crescimento acima de 1%. Já na região Sul, 45,6% dos municípios tiveram redução de população.
Os dados mostram que os municípios pequenos estão perdendo moradores, enquanto os médios crescem, ao mesmo tempo em que as maiores cidades estão estabilizadas em termos de crescimento populacional.
No ranking dos estados, São Paulo segue como o mais populoso, com 46,3 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população total do país, seguido de Minas Gerais, com 21,3 milhões de habitantes, e do Rio de Janeiro, com 17,4 milhões. Os cinco estados menos populosos, que somam cerca de 5,7 milhões de pessoas, estão todos na Região Norte: Roraima, Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia.

Métodos
As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para indicadores sociais, econômicos e demográficos.
As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos de 2000 e 2010 e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Região
Segundo a estimativa, na região, o município mais populoso é São João da Boa Vista (SP), com 91.771, 560 habitantes a mais do que no ano anterior, seguido de São José do Rio Pardo, com 55.124 habitantes, 178 a mais do que em 2019.
O terceiro lugar na região ficou para Espírito Santo do Pinhal (SP), com 44.471 habitantes, 141 a mais do que no ano anterior, e em seguida, Vargem Grande do Sul, que registrou 43.110 habitantes, 265 a mais que em 2019.
A estimativa para Aguaí é de 36.648, 343 a mais que no ano anterior e Casa Branca, registrou 30.520, 140 a mais que em 2019. Com menos da metade, São Sebastião da Grama totalizou 12.159 habitantes, com 23 a menos que no ano anterior.
Em seguida, Divinolândia registrou 11.086, 60 a menos que no último ano, e Itobi, 7.852, 22 a mais que em 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui