Queimadas destroem mata em Vargem, São João e Prata

0
321
Fogo consumiu vegetação em diversos pontos da Serra

Desde o último final de semana, incêndios de grandes proporções estão castigando as matas de Vargem Grande do Sul, São João da Boa Vista e Águas da Prata.
Em Águas da Prata, as chamas começaram no pé da Serra da Mantiqueira, no sábado, dia 5. No domingo, dia 6, outro incêndio começou e o Corpo de Bombeiros de São João da Boa Vista esteve no local para auxiliar no combate às chamas, que ficaram mais intensas durante a segunda-feira, dia 7, e seguiram até a quarta-feira, dia 9, quando foi controlada, segundo o Comando da Operação.
Na ocasião, o Coronel Briciurg, comandante da operação de combate aos incêndios, disse que a situação no Parque Estadual Águas da Prata estava sob controle, mas ainda não havia estimativa do total da área que foi destruída.
Além da prefeitura de Águas da Prata, a força tarefa conta com a Policia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Fundação Florestal, Usinas, engarrafadoras de água e outras empresas que colaboram com o trabalho.
A Operação de Combate ao Fogo estava com suporte em terra e ar. Foram 23 bombeiros e 32 voluntários, além de quatro aeronaves, sendo dois helicópteros e dois aviões, todos enviados pelo governo do estado. Cada vez que um dos helicópteros abastece o “bag”, leva 545 litros de água que são despejados em pontos estratégicos do incêndio.
A prefeitura de Águas da Prata montou acampamento de apoio junto à entrada do Parque Estadual com todo o suprimento básico para brigadistas, bombeiros e voluntários com água, lanches, sucos, isotônicos e uma ambulância 24 horas de plantão em quanto durar o combate ao fogo.

Serra da Paulista
Em São João da Boa Vista, o incêndio que teve início na segunda-feira, dia 7, destruiu uma área de quase 2 km quadrados da Serra da Paulista. Equipes formadas pelo Corpo de Bombeiros, brigadistas, voluntários, homens e maquinários cedidos pela prefeitura da cidade, atuaram no combate ao incêndio.
De acordo com a prefeitura de São João da Boa Vista, uma das ações realizadas pela administração inclui a arrecadação de água e isotônico, num posto montado pelo Departamento de Turismo na Estação das Artes. O Departamento de Assistência Social também disponibilizou funcionários para ajudar no transporte dos suprimentos necessários aos colaboradores.
Caminhões-pipa do Departamento de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento foram cedidos para a tarefa. Na quarta-feira, aviões pulverizadores cedidos por empresários começaram a ajudar na eliminação do fogo que atinge a Serra da Paulista e Águas da Prata.
Para colaborar com o trabalho do Corpo de Bombeiros, a Prefeitura ainda solicitou ao Governo do Estado o envio de dois helicópteros, sendo um importante reforço para o combate ao incêndio.

Voluntários ajudam no combate às chamas e socorro a animais

Tamanha proporção do incêndio, populares realizaram uma força tarefa para ajudar a apagar as chamas. Nas redes sociais, além da adesão de novos voluntários, viralizou, também, pedido de abafadores e bolsas costais para ajudar as equipes a conter o fogo no Parque Estadual.
Em nota à imprensa, a Prefeitura de Águas da Prata agradeceu o apoio dos voluntários que têm participado das ações para debelar o fogo, porém, ponderou que este trabalho é arriscado e requer treinamento.

Ajuda aos animais

Ponto de atendimento da Unifeob conta com três médicos veterinários para prestar primeiros-socorros a animais machucados e desabrigados

O Hospital Veterinário do Centro Universitário Unifeob se disponibilizou a atender animais resgatados, tanto da Serra da Paulista como de Águas da Prata.
Além disso, montaram um ponto de atendimento para socorrer os animais feridos nos incêndios que, desde o final de semana, destroem a vegetação do Parque Estadual de Águas da Prata e na Serra da Paulista, em São João da Boa Vista.
“Estamos com o hospital veterinário de prontidão para casos de emergência de animais silvestres que foram recuperados tanto na [Serra da] Paulista quanto [em Águas da] Prata. E além disso, estamos mandando uma equipe para o hospital de campanha para fazer triagem. É lá no sítio da Maria Smith, no Km 7,5. A gente vai estar lá para os primeiros socorros. O Plínio [Aiub, veterinário] também está ajudando muito”, afirma o reitor João Octávio Bastos Junqueira, em nota divulgada pela prefeitura de São João.
Lideradas pelo médico veterinário Plínio Aiub, docente da Unifeob, equipes de busca formadas por voluntários procuram animais feridos que tenham se escondido das chamas para sobreviver. Os integrantes são profissionais ou estudantes das áreas de biologia e medicina veterinária e recebem todo o equipamento de segurança e aparatos ideais para a tarefa.
O biólogo João Sguassabia de Souza encontrou o corpo carbonizado de uma víbora. É apenas mais um dos tristes reflexos do incêndio. “A gente torce pelo melhor, mas também temos que nos preparar para o pior. Infelizmente, nesse caso, o que encontramos foi uma vida perdida”.

Policiamento Ambiental atuou na operação contra o fogo

A Polícia Militar Ambiental se deslocou a Águas da Prata, São João da Boa Vista e Vargem Grande do Sul, na quarta-feira, dia 9, para apoiar o Corpo de Bombeiros e demais órgãos públicos no combate ao incêndio florestal na região.
Nas áreas atingidas, os policiais verificaram o empenho no combate às chamas por meio de três Postos de Comando, sendo um no Aeroporto de São João, um no Bosque da Prata e o outro na Serra da Paulista, na divisa de Vargem e São João, que era mais sensível dada a incidência maior de focos de incêndio.
As equipes da PM Ambiental auziliaram com o transporte dos brigadistas aos locais de difícil acesso, ação de resgate de animais vitimados pelo fogo juntamente com alunos e professores da Unifeob, no Hospital de Campanha e ações de apoio ao Corpo de Bombeiros.
De acordo com a Polícia Ambiental, há indícios de que o fogo tenha se iniciado às margens de rodovia, ou decorrente do uso de fogo para fins agropastoril, não se podendo definir de forma inequívoca sua autoria, também não sendo possível aferir neste momento a dimensão da área queimada e do dano ambiental causado.

Governador João Doria sobrevoa pontos de incêndio

O Governador João Doria (PSDB) esteve em São João da Boa Vista, na tarde desta quinta-feira, dia 10, para avaliar de perto a situação do incêndio. Ele sobrevoou os pontos em chamas e acompanhou o trabalho de contenção que mobiliza aproximadamente 100 homens por terra e cinco aeronaves, sendo três helicópteros Águia e dois aviões. O prefeito de Vargem, Amarildo Duzi Moraes (PSDB) participou do encontro com o governador.
“Até hoje, nós temos aqui 50 policiais militares bombeiros e a partir de amanhã, 11 nós vamos dobrar. Teremos 100 bombeiros atuando, com objetivo de cessar completamente os focos de incêndio. Também autorizei mais sete viaturas e mais um helicóptero Águia a partir de amanhã. Eu sobrevoei toda a área e verifiquei uma grande extensão carbonizada pelo fogo, mas com pequenos focos ainda sobrevivendo. O objetivo é que amanhã, com esse esforço redobrado, possamos, quem sabe, eliminar completamente o incêndio”, disse o Governador.
Foi feito o repasse de equipamentos destinados aos bombeiros que atuam na região, totalizando 80 abafadores, 60 bombas costais, 50 pares de luvas, 50 óculos de proteção, 25 facões, 20 cantis e 20 enxadões. As ações são realizadas com auxílio de 18 viaturas, entre carros do Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e Defesa Civil, e de drones que auxiliam nas coordenadas das equipes, por meio do monitoramento e identificação das áreas atingidas. Com o anúncio do Governador, serão 25 viaturas atuando na ocorrência.

Fotos: Unifeob / Governo Estado de SP / Policia Militar Ambiental

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui