Amarildo e Celso Ribeiro devem caminhar para o entendimento

0
1353
Amarildo já foi confirmado pelo PSDB como candidato à reeleição. Foto: Arquivo Gazeta

Apesar de toda a agitação que a declaração do ex-prefeito Celso Ribeiro (Podemos) causou nos meios políticos locais desde que afirmou ao jornal Gazeta de Vargem Grande que circulou no dia 29 de agosto, que era candidato a prefeito nas eleições municipais de novembro, os últimos passos dados por Celso indicam que ele busca mesmo a condição de ser vice na chapa encabeçada por Amarildo Duzi Moraes (PSDB), cuja candidatura já foi confirmada em convenção.
Muitas lideranças políticas, empresariais e de outros importantes segmentos da sociedade vargengrandense que são próximos a Celso e Amarildo, fizeram chegar aos dois líderes políticos que uma divisão entre eles poderia novamente levar a oposição, conduzida agora pelo ex-prefeito Rossi, ao poder. A última vez que Celso e Amarildo divergiram sobre os rumos da política local, acabou por beneficiar o então candidato Celso Itaroti (PTB) da oposição.
Na terça-feira, dia 8 de setembro, Celso Ribeiro tomou a iniciativa, segundo apurou o jornal, de se dirigir ao gabinete do prefeito Amarildo Duzi Moraes, onde teriam conversado sobre os rumos da eleição municipal, com Amarildo deixando claro que não abriria mão de sua candidatura à reeleição.
Celso então, segundo os bastidores da política local, estaria se movimentando para sedimentar sua candidatura a vice de Amarildo, visando fortalecer uma possível união contra a candidatura de Rossi. Os dois políticos têm até quarta-feira, dia 16, último dia das convenções municipais, para a consolidação da chapa Amarildo Duzi Moraes, prefeito, tendo Celso Ribeiro, como vice. Mas, como nada na política é previsível, mudanças podem ocorrer até a última hora.

Gazeta procurou entrevistar Amarildo e Celso
Para melhor informar aos leitores do jornal e também a população de Vargem Grande do Sul sobre os andamentos das eleições municipais, o jornal enviou perguntas tanto ao prefeito Amarildo Duzi Moraes, como também ao ex-prefeito Celso Ribeiro. Amarildo afirmou que não iria declarar nada no momento.
As perguntas enviadas ao prefeito eram para saber sobre o que foi discutido entre ele e Ribeiro na reunião que realizaram na terça-feira. Se durante a reunião foi debatido um possível apoio de Celso à sua candidatura; se houve um acordo neste sentido e como ele via a aproximação do ex-prefeito Celso Ribeiro.
Apesar de ser um direito de Amarildo não se pronunciar ao jornal, ao não responder as perguntas formuladas pela Gazeta, o prefeito acaba também por sonegar informações aos cidadãos e aos seus próprios eleitores, que neste momento que antecede o registro das candidaturas, têm todo o direito de saber o que pensa e como anda as tratativas de sua candidatura.

Celso Ribeiro

Nome de Celso Ribeiro pode ser confirmado como possível vice. Foto: Arquivo Gazeta

Perguntas do mesmo teor foram feitas ao ex-prefeito Celso Ribeiro (Podemos), para saber como foi o encontro dele com Amarildo na terça-feira. Ele respondeu ao jornal dizendo que existe sim a possibilidade de um entendimento com Amarildo, estando ele aberto às conversações. Sobre a possibilidade de ele sair candidato a prefeito e ter apoio de outros partidos, Celso disse que só poderia dizer com mais precisão depois da realização das convenções.
Sobre as conversações mantidas com o prefeito Amarildo na terça-feira, Celso Ribeiro afirmou que de fato conversou com ele e que se mostrou aberto para um entendimento. Sobre como seria uma possível chapa com o atual chefe da administração municipal, Celso falou que deixou claro a Amarildo que seu propósito é ajudar a cidade, o que para ele era mais importante do que sair a prefeito ou a vice.

MDB e PSB devem influenciar na candidatura a vice de Amarildo
Dois importantes partidos que atuam no município, o PSB, que tem nos vereadores Paulinho da Prefeitura e Célio Santa Maria entre suas principais lideranças e o MDB, onde atuam os vereadores Guilherme Nicolau e Felipe Gadiani, devem ter papel importante também na definição da candidatura do vice de Amarildo.
O vereador Guilherme Nicolau do MDB já informou que colocou seu nome para uma possível candidatura a vice junto com Amarildo, mas ele tem um bom diálogo com o ex-prefeito Celso Ribeiro que inclusive foi um dos incentivadores de sua candidatura a vereador na última eleição e pode ser que abra mão de suas pretensões. O MDB deixou para o último dia, 16 de setembro, às 20h, a realização da sua convenção que será realizada na Câmara Municipal. O partido deve apresentar chapa completa, com 20 candidatos a vereador, sendo 16 homens e 4 mulheres.
O PSB, que até o momento não indicou nenhum nome para ser candidato a vice, pelos bastidores da política é tido como propenso a um apoio à candidatura de Amarildo. O ex-prefeito Celso Ribeiro tem bom trânsito junto ao vereador Paulinho da Prefeitura e pode ter o apoio do partido para ser indicado vice de Amarildo. O partido marcou a convenção para este domingo, dia 13 de setembro, na Câmara Municipal, das 9h às 12h.

Outros partidos devem seguir orientação de Amarildo
Dado toda a movimentação dos últimos dias na indicação do vice-prefeito a disputar as eleições com Amarildo, sem dúvida a palavra final deverá caber ao atual chefe do Executivo. Assim, embora exista pretensão do atual vereador José Luís dos Santos do Cidadania em pleitear o cargo de vice, ele deve acatar as orientações do prefeito. O mesmo deve acontecer com o DEM, presidido por Juliano Scacabarozi; o Patriota presidido por Rosângela Barion e o próprio PSDB, presidido pelo vereador Canarinho, que também quer ser vice e o vereador Serginho da Farmácia.
Caso decida por Celso Ribeiro de vice, Amarildo também não deverá ter dificuldade em convencer os dois vereadores do Republicanos em apoiar a sua chapa. Embora o vereador Alex Minelli tenha declarado que quer também ser vice, deve acompanhar a decisão da maioria dos partidos que deverão coligar com Amarildo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui