Com multa e fiscalização, prefeitura endurece normas de prevenção à Covid-19

0
1772

Os casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, estão subindo em ritmo acelerado em Vargem Grande do Sul. Em 21 semanas desde que o primeiro caso foi registrado na cidade, no dia 7 de maio, nunca o diagnóstico de novos pacientes esteve tão alto. Do dia 17, para a quinta-feira seguinte, dia 24, os casos subiram de 471 para 598 e na sexta, dia 25, atingiram 615.

Preocupado com a alta incidência da doença e a consequente alta na ocupação de leitos destinados à Covid-19 no Hospital de Caridade e também nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na região, o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) assinou a Lei Lei nº 4.477, de 22 de setembro de 2020, que estabelece penalidade de multa para as pessoas que não estão utilizando máscara facial, de acordo com protocolo de Saúde, tendo em vista que o uso de máscara é obrigatório no município.

Também determina a proibição da realização de eventos recreativos em casas, apartamentos, edículas ou chácaras, com aglomeração de dez pessoas ou mais, salvo se todas residirem sob o mesmo teto.

O projeto de Lei foi enviado pelo Executivo à Câmara Municipal sendo aprovado na segunda-feira, dia 21, seguindo todos os trâmites legais a mesma foi transformada em Lei e entrou em vigência logo no dia 22.

“O nosso município está no pico da pandemia da Covid-19, estamos com muitas pessoas e famílias com a doença no momento e a contaminação está em ritmo acelerado. Infelizmente, está faltando conscientização de uma parcela da população quanto às medidas importantes de prevenção da doença, como o uso de máscara, isolamento social, distanciamento de 2 metros e higienização das mãos”, destacou a prefeitura em nota publicada em suas páginas nas redes sociais.

O Executivo ressaltou que a fiscalização será intensificada, no caso de eventos a multa por descumprimento será de 1.547 Unidades Fiscais Municipais, que totalizam cerca de R$ 5,9 mil, ao possuidor ou proprietário do imóvel e a não utilização de máscara pode gerar uma multa no valor de 30 UFMs, cerca de R$ 115,00, no caso de pessoa física, e de 600 UFMs, cerca de R$ 2,3 mil, no caso de pessoa jurídica. Os valores das multas serão aplicados em dobro no caso de reincidência.

A prefeitura ressaltou que medidas mais duras estão sendo necessárias para evitar o aumento e avanço da doença, bem como evitar a regressão do município para fase laranja do Plano São Paulo de reabertura da economia, onde as restrições são mais duras para abertura e funcionamento de estabelecimentos comerciais.

Vargem ultrapassa 600 casos e chega a 10 mortes por Covid-19

A prefeitura de Vargem Grande do Sul informou na tarde da quinta-feira, dia 24, que foi registrada a morte de mais um morador em decorrência da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Se trata de um homem de 66 anos que estava internado em Espírito Santo do Pinhal.

Até a sexta-feira, dia 25, além deste senhor de 66 anos, a cidade registrou a morte de dois homens de 81 anos, um de 64, um de 51 anos, um de 68 anos, um de 79 anos, um senhor de 94 anos e de uma mulher de 69 anos e outra de 85 anos.

O município somou no dia 25, 615 casos já diagnosticados da doença, sendo que 436 pessoas já estão curadas da Covid. Dez pessoas seguem internadas, sendo que uma ainda não teve o diagnóstico de Covid confirmado, e seis vargengrandenses estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ao todo, 157 moradores seguem monitorados em isolamento e outros 230 aguardam resultados do exame. Até o dia 25, Vargem havia realizado 4.725 testes de Covid, entre o teste rápido e o PCR, abrangendo cerca de 11% da população.

Casos acumulados nas últimas semanas tem aumentado

Durante a semana, equipes da prefeitura composta pelo pessoal da Guarda Civil Municipal, da Vigilância e do setor Tributário realizaram abordagens a moradores sobre o uso de máscaras. Foto: Prefeitura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui