Vargengrandenses produzem documentário sobre Nossa Senhora Aparecida

0
181
O documentário será exibido no dia 12 de outubro

Um grupo independente de devotos vargengrandenses está produzindo um documentário sobre Nossa Senhora Aparecida. O produto será exibido no feriado do dia 12 de outubro, segunda feira, quando em todo o país se comemora a devoção à padroeira do Brasil.
Lucas Buzato, idealizador do projeto, contou que a ideia surgiu porque tinha vontade de prestar uma homenagem à santa e nunca havia tido oportunidade. “Esse ano não poderíamos ter nada referente ao dia 12, lá no monumento da Via Crucis pelo período de pandemia, então em julho me surgiu a ideia de fazer um documentário”, disse.
Ele explicou que, a princípio, seria um filme só com depoimentos, sem cunho histórico e de ficção. “Com o tempo foi aumentando meu projeto e eu tive a ideia de mesclar uma história fictícia junto com depoimentos e músicas, então seria mesmo meio que um filme documentário”, comentou.
Após a ideia, Lucas contou com o respaldo e supervisão da diretora do Departamento de Cultura, Márcia Iared e o apoio da Comissão de Construção da Via Crucis, além de Angelino Junior que trabalhou na produção do documentário. Voluntários também fizeram parte do projeto, como Diana, Aline, Eder, Robertinha, Gabriel, Tânia, Maria Aparecida, Rosana Cadini, Lourdes Campanelli, Ruan Bortoluci e Alessandra Noivas.
Para a transmissão, que acontecerá no dia 12, com horário a definir, o grupo tem parceria com a comunidade da paróquia Nossa Senhora Aparecida e o padre Antônio que irá transmitir o filme junto com o canal da Via Crucis, que será inaugurado com o projeto, e a página da Via Crucis
A peça está em fase de finalização, no entanto, segundo Lucas, durante as filmagens, todos os protocolos de segurança e prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19), foram adotados e seguidos. O autor do projeto explicou que o documentário teve a participação de músicos e atrizes, além de depoimentos de pessoas devotas de Nossa Senhora.
“O documentário que tem o título de uma história de fé em Vargem Grande do Sul vai trazer histórias de devoção sobre a construção da Via Crucis, lindas músicas e uma história de uma mulher que precisa se reencontrar nesse período difícil. Foram três meses de muito trabalho e envolvimento, mas que junto de pessoas incríveis vamos deixar no dia 12 este ano uma mensagem de fé e esperança por dias melhores”, falou.
Lucas pontuou que a história e os depoimentos serão encaixados no período da pandemia. O objetivo, conforme explicou, é levar mensagem de esperança à população, com relatos de devoção e a fé. “O intuito é levar algo positivo para as pessoas e, como sou devoto de Nossa Senhora e nasci no dia 12 de outubro, é uma forma de agradecer por tudo que ela faz por mim”, disse.
“Desde que tive a ideia da Via Crucis com a dona Márcia, eu sempre enxerguei aquele lugar como um lugar de refúgio de paz. E todas as vezes que caminhei, sempre senti que não estava sozinho e o documentário fala sobre isso, sobre como a solidariedade, o carinho pelas dores do outro fazem parte da evolução nesse período difícil”, completou.
Com este trabalho, segundo Lucas, também será comemorado a marca de sete mil peregrinos que passaram pela Via Crucis, a partir de dados fornecidos pelos cadastramentos em Tambaú, grupos, comunidades e pelas caminhadas do dia 1º de Maio de 2018 e 2019, além de receber peregrinos de outros países, como Chile, Itália, Espanha e até mesmo Israel.

O documentário será exibido no dia 12 de outubro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui