Vargem Grande está em 123ª em ranking de longevidade

0
465
Projeto inclui também aulas de artesanato

O Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL) de 2020, foi divulgado recentemente pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon. Nele, Vargem Grande do Sul ficou na 123ª posição no Ranking Agregado Cidades Pequenas, que é composto por municípios até 104 mil habitantes, aproximadamente. Nesse estudo, foram consideradas as cidades brasileiras mais populosas, analisando 876 municípios dos 5.570 existentes no país.
A composição geral dos rankings do IDL é baseada em sete variáveis, sendo indicadores gerais, cuidados de saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação e trabalho e cultura e engajamento. Em cada variável, múltiplos indicadores são analisados, para avaliar o preparo dessas cidades para atender a longevidade de sua população.
Os dados foram coletados em órgãos públicos, como Agência Nacional de Saúde (ANS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério das Comunicações, Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Ministério da Fazenda, Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e Tesouro Nacional, além de instituições acreditadas como Fundação Getúlio Vargas (FGV), Pnud; e demais organizações do meio privado, como Serviço Nacional do Comércio, e Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).
Vargem, embora tenha ficado na posição 123ª, referente a idade de 60 a 75 anos, sobe para 120º lugar. Já para a faixa etária maior que 75 anos, a posição sobe ainda mais, indo para 89ª.
Nos indicadores, o município teve nota 26,2 para habitação, 25,4 para saúde e 39,7 para bem-estar. Na cultura e engajamento, Vargem somou 33,7, em educação e trabalho, 78,1, e em finanças, 63,2. Nos indicadores gerais, Vargem teve nota 98, ficando acima da melhor cidade do ranking geral, Adamantina, com 88,0.
De acordo com os resultados, que levam em consideração 50 indicadores, o município apresenta preparo satisfatório para a longevidade. “O papel do IDL é ser uma ferramenta prática que contribua diretamente para que os gestores públicos desenvolvam políticas que melhorem a qualidade de vida nas cidades. Da mesma forma, é um importante aliado para que a sociedade conheça de forma objetiva a realidade de seus municípios e, com isso, possa escolher melhor os seus próximos representantes, principalmente em um ano de eleição municipal”, explicou Henrique Noya, diretor-Executivo do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon.

Centro de Convivência do Idoso
Uma das principais iniciativas da prefeitura para o atendimento da terceira idade em Vargem Grande do Sul é o Centro de Convivência do Idoso Haydeé e Antônio Longuini Neto, um espaço de acolhimento e convivência, onde são desenvolvidas uma série de atividades, como aulas de hidroginástica, terapia ocupacional, aulas de artesanato, ginástica, acompanhamento para envelhecimento saudável, entre outros, como viagens, etc.
Para oferecer um melhor espaço aos idosos, a prefeitura está reformando o prédio do antigo Clube Vargengrandense para receber a nova sede do Centro de Convivência.

Região
No Ranking Agregado Cidades Pequenas, mesmo em que Vargem foi avaliada, São João da Boa Vista ficou em 4º lugar. Para a faixa de idade de 60 a 75 anos, São João subiu para a 2ª posição, e para maiores que 75 anos, caiu para a 9ª.
Nas variáveis, São João teve nota 27,7 em habitação, 39,2 em saúde e 53,2 em bem-estar. O município recebeu nota 47,9 em cultura e engajamento, 94,2 em educação e trabalho, e 94,8 em finanças. Nos indicadores gerais, a nota de São João foi 88,1. A cidade ultrapassou Adamantina, considerada a melhor cidade do ranking geral, nas variáveis educação e trabalho e finanças.
No mesmo ranking, São José do Rio Pardo ficou em 27º lugar. Para a faixa de idade de 60 a 75 anos, a cidade subiu para a posição 23ª, caindo para 33ª posição para a a faixa maior que 75 anos.
Em habitação, São José teve nota 24,6, em saúde 34,0, em bem-estar 50,7 e em cultura e engajamento 42,3. Na variável educação e trabalho, a cidade somou 87,7, em finanças 79,3, e nos indicadores gerais 89,0.

Fotos: Arquivo Gazeta

Projeto inclui também aulas de artesanato
Aulas de hidroginástica no Centro de Convivência do Idoso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui