Eleitor deve ficar atento, pois houve mudanças em seções eleitorais

0
3002
Na Escola Estadual Benjamin Bastos foi extinta a seção 17. Foto: Gazeta

O número de seções eleitorais em Vargem Grande do Sul e em todo país será menor nestas eleições municipais. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), isso se deve à determinação de não serem usadas urnas eletrônicas modelos 2006 e 2008 para o pleito de novembro.
Em Vargem Grande do Sul, eleitores de 12 seções foram redistribuídos em outras, mas dentro da mesma escola de votação. A medida é temporária e deve ser normalizada para as próximas eleições.
Neste ano, o Estado de São Paulo tem 85.664 seções eleitorais, distribuídas em 10.815 locais de votação. Nas Eleições 2018, eram 97.168 seções. Cada seção corresponde a uma urna eletrônica.

Seções temporariamente extintas
Na Escola Alexandre Fleming, foram extintas as seções 2 e 7. No Benjamin Bastos, a número 17. Na Escola Estadual Gilberto Giraldi, na Vila Polar, foram extintas as seções 38, 54 e 59. No D. Pedro II foi retirada as seções 44 e 67. Já na Escola Estadual Gilberto e Oliveira Souza, no Jardim Dolores, a seção retirada foi a 43.
Na Escola Nair Bolonha, foi retirada a seção 83, na Escola Municipal Professora Darci Troncoso Peres de Carvalho, foi extinta a seção 81 e no Santa Marta, na Emeb Antônio Coury, foi removida a seção 82. A Escola Francisco Ribeiro Carril não teve nenhuma seção extinta.

Números
Em média, cada seção de votação em Vargem possuía cerca de 300 eleitores. Com as mudanças temporárias ocorridas para esta eleição, as seções poderiam chegar até a 500 eleitores. Em Vargem, as seções com maior número de eleitores são as 26, 29, 30, 31, 32 e 45 da Escola Estadual Gilberto Giraldi, com 478 cada uma. Já a menor é a seção 58, na Escola Alexandre Fleming, com 304 eleitores.

Consulta
O eleitor, portanto, deve consultar sua seção eleitoral antes de ir votar, utilizando o aplicativo e-título ou acessando o site do TRE pelo www.tre-sp.jus.br e escolhendo no menu “Serviço ao eleitor” a opção Local de Votação. Em seguida, irá abrir uma tela onde será preciso preencher com o CPF, nome da mãe e data de nascimento.
Já o e-título pode ser baixado na PlayStore, para smartphones que usam sistema operacional Androide ou na App Store, para quem usa o IOS. Após baixar o aplicativo, o eleitor cadastra o seu título e irá aparecer a seção para onde foi temporariamente transferido.
No dia da votação o eleitor também poderá procurar um auxiliar da Justiça Eleitoral, que explicará a alteração da seção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui