Um domingo que entrou para a história

0
526

Uma eleição sempre é um momento histórico. Depois de três décadas de uma ditadura militar violenta e repressiva, a democracia foi restabelecida no Brasil em meados da década de 1980 e desde então, a cada vez que o povo brasileiro vai às urnas, é uma grande conquista. Muitos podem não
concordar com o resultado da votação, mas todos sabem o quão é importante votar.
E uma democracia plena é construída pela relação de independência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, pela solidez de suas instituições e pela liberdade da imprensa. Nesse último quesito, este papel tem sido exercido com muita dedicação pela Gazeta de Vargem Grande há 39 anos.
No último domingo, dia 15, a equipe do jornal se desdobrou e fez uma cobertura intensa do dia das eleições em Vargem.
Esteve em todos os colégios de votação, fez reportagens em vídeo em todos esses locais, fotografou os candidatos a prefeito em seus últimos momentos antes do anúncio do resultado, relatou um caso de denúncia de boca-de-urna que foi parar na delegacia de Polícia, levou informações aos eleitores, como o que levar para a votação, mudanças em seções eleitorais, o alto índice de abstenção nas urnas, como seria a apuração, entre outras.
Enfim, foi um trabalho que teve início às 7h e só parou depois da meia- noite, quando a última reportagem foi publicada. E no meio disso, a reportagem ainda correu para a estrada onde um caminhão pegou fogo e parte de sua carga, composta por produtos aerosóis, foi explodindo.
Jornais de cidades da região maiores que Vargem Grande do Sul, como São João da Boa Vista e São José do Rio Pardo, não fizeram uma cobertura tão intensa assim em suas redes sociais. A Gazeta de Vargem Grande publicou duas reportagens em sua página na Internet, além de 7 postagens com fotos e 17 vídeos ao longo das mais de 17h de cobertura do processo eleitoral na cidade.
Cada uma das 26 interações feitas na página da Gazeta foi vista por milhares de internautas, com uma média de 8,5 mil pessoas alcançadas por publicação, sendo a que teve maior repercussão foi a série de fotos que mostrava já a comemoração do comitê de Amarildo, com um alcance de
20,6 mil pessoas.
Mais do que a vitória de Amarildo Duzi Moraes (PSDB), que se reelegeu com 65,71% dos votos, contra 34,29% de José Carlos Rossi (PSD), a Gazeta de Vargem Grande conseguiu levar a todos os internautas que acompanharam a página do jornal no Facebook, informação com a qualidade e credibilidade, que o jornal vem construindo há quase quatro décadas.
Nas postagens da Gazeta, os eleitores festejaram, divergiram, externaram opiniões, contribuindo para o que a democracia tem de melhor, que é a liberdade para debater. Neste domingo histórico, onde mais uma vez o povo concretizou sua força por meio do voto, a Gazeta cumpriu seu papel. E
nos próximos anos, seguirá exercendo seu trabalho de levar a todo vargengrandense informações para que cada leitor forme sua própria convicção sobre os fatos que acontecem em Vargem Grande do Sul. Trabalho este que exerce há 39 anos, passando por 9 prefeitos e dezenas de vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui