Polícia Civil localiza em Vargem 90 sacas de batata frita furtadas em Minas

0
5230
As sacas localizadas foram avaliadas em R$ 11 mil. Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Vargem Grande do Sul foi procurada na terça-feira, dia 1º de dezembro, pelos investigadores de policia Nelson e Jaider, da Delegacia de Policia de Santa Rita de Caldas (MG). De acordo com o delegado Antônio Carlos Pereira Junior, ambos estavam acompanhados da vítima, um empresário que informou aos policiais civis daquela cidade que havia ocorrido um furto de 150 sacos de batatas fritas em sua empresa, na madrugada da segunda-feira, dia 30.
A ação dos criminosos foi flagrada pelas câmeras do sistema de segurança do local e pelas imagens foi possível identificar a numeração da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) do caminhão usado no furto. Com base nesses dados foi constatado que o proprietário do veículo era morador de Vargem.
Os equipes da Polícia Civil saíram à procura do responsável pelo caminhão e, após sua localização, ele informou que o veiculo estava há quase 15 dias estacionado no pátio de uma empresa situada na zona rural de Vargem e que desconhecia que ele tivesse saído por algum momento daquele pátio. Porém, informou que as chaves eram deixadas no para-lamas dos seus caminhões, já que haviam outros caminhões de sua propriedade no local e, provavelmente, embora surpreso, a única explicação era que alguém teria pego seu caminhão sem seu conhecimento. Assim, o caminhão foi localizado e apreendido para as investigações do furto ocorrido em Santa Rita de Caldas.
Seguindo com as investigações, os policiais tinham conhecimento que bem próximo de onde o caminhão era guardado, existe uma pequena fábrica de batatas fritas e, a fim de constatar se havia algum envolvimento daquela empresa com os produtos furtados, as equipes foram para aquele local, onde foi verificado que a fábrica já havia fechado, porém nos fundos havia um caminhão guardado e coberto com lona. Mesmo assim, segundo informou o delegado Antônio Carlos, foi possível ver que na carroceria havia diversos sacos de batatas fritas.
O proprietário da fábrica foi procurado pelos policiais e foi até a fábrica, onde contou aos policiais que havia comprado aqueles sacos de batata na manhã de terça-feira, porém se limitou a dizer que o vendedor seria um tal de “Juninho”, não sabendo explicar qualquer detalhe que pudesse identificá-lo.
A lona do caminhão foi removida e a própria vítima subiu na carroceria, reconhecendo os sacos de batata como sendo parte de todos os sacos de batatas furtados de sua empresa. De acordo com o delegado, diante dos fatos, o dono da fábrica que comprou aqueles sacos de batatas recebeu voz de prisão em flagrante por crime de receptação qualificada e após os trâmites legais foi recolhido à cadeia publica de São João da Boa Vista.
Os 90 sacos de batatas localizados, que pesaram cerca de 540 kg, foram entregues para a vítima e foram avaliados em aproximadamente R$ 11 mil. Participaram das diligências o delegado Antônio Carlos, os policiais civis Mário Sérgio, Felipe, Diego e Carlinhos e os investigadores de Santa Rita de Caldas, Jaider e Nelson. O furto será investigado pela delegacia de polícia da cidade mineira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui