Covid-19: São João vai implantar toque de recolher e Divinolândia tem alta crítica de casos

0
15543

A taxa de ocupação das Alas Covid na Santa Casa Dona Carolina Malheiros, em São João da Boa Vista, atingiram 100% de ocupação nesta segunda-feira, dia 22 – tanto na enfermaria quanto na UTI. Já no Hospital e Maternidade Unimed, a taxa de ocupação é de 80% na enfermaria e 50% na UTI.
Ainda nesta segunda, o Departamento de Saúde da prefeitura de São João confirmou a morte de mais duas pessoas por complicações da Covid-19 na cidade. Assim, São João soma 63 óbitos – sendo 60 por consequência do novo coronavírus e três por outras causas, mas com a presença do vírus – desde o início da pandemia. As mortes são de uma senhora de 83 anos e uma de 65 anos.

Boletim
De acordo com o boletim da prefeitura sanjoanense, a cidade vizinha registrou 3.335 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia, sendo que 3.005 pessoas já se recuperaram. Atualmente o município tem 15 pessoas hospitalizadas e 252 em tratamento domiciliar.
Até o momento, o Departamento de Saúde registrou 6.278 suspeitos, sendo 5.561 notificados e submetidos a exames. Ao todo, 717 pessoas estão sendo monitoradas, enquanto que 2.226 tiveram resultado negativo no exame.

Toque de recolher
Notícias de que São João iria decretar toque de recolher passou a circular no início da noite de ontem, quando foi realizada uma reunião envolvendo diversas autoridades da cidade vizinha. No entanto, a confirmação veio somente no final da noite. Já os detalhes de como será este toque de recolher serão divulgados em coletiva de imprensa a ser realizada virtualmente na terça-feira, dia 23.

Alta de casos preocupa Divinolândia

Médico e ex-prefeito de Divinolândia, Dr. Naeif Haddad explicou situação em vídeo divulgado no dia 21. Foto: reprodução Facebook

O médico e ex-prefeito de Divinolândia, Naeif Haddad divulgou vídeo no domingo, dia 21, em sua página no Facebook, detalhando o avanço da Covid-19 na cidade.
De acordo com o médico, a cidade está com 358 casos positivos desde o início da pandemia. Ele destacou que do dia 12 de fevereiro até o dia 21, houve um aumento de 74 casos em apenas nove dias.
Ele destacou ainda que de 23 de janeiro até dia 21 de fevereiro, houve um aumento de 150 casos em Divinolândia. “Isso é muito preocupante. Isso foi quase o que tivemos desde o inicio da pandemia. Vale a pena termos uma reflexão forte sobre isso e é hora de todos nós, cidadãos de Divinolândia, jovens, adultos, e idosos tomarem consciência e começarem a agir”, afirmou.
Naeif informou ainda que a cidade ainda tem 62 casos ativos, um número muito alto para uma cidade do porte de Divinolândia. Além disso, ele observou que dos 62 casos, cinco pessoas estão internadas, sendo 3 em UTI e outros 2 no Hospital de Divinolândia, em enfermaria. Naeif observou também que dos internados em UTI, um dos pacientes tem apenas 35 anos.
Ao final, ele faz um apelo para que as pessoas com suspeita procurem o Centro de Covid para fazer o teste, que ao sinal de suspeita se recolha e faça o isolamento social, para não transmitir para outras pessoas. Ele destacou o sofrimento dos pacientes que precisam de intubação, das suas famílias. “Não sejam mensageiros dos vírus”, disse. “Pare de se aglomerar, para de fazer churrasco. Desconfie de todo mundo”, disse. Pediu também consciência, o uso constante da máscara e a responsabilidade de cada um na prevenção.

Vargem

O boletim epidemiológico da prefeitura de Vargem divulgado nesta segunda-feira, dia 22, mostra que a cidade soma 1.399 casos desde o início da pandemia e desse total, 1.347 recuperados. Ao todo, o município está com 22 casos ativos.

Quatro pessoas estão internadas em enfermaria, sendo duas com a doença confirmada e outras duas aguardando resultado do teste. Dois vargengrandenses seguem internados em UTIs na região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui