Gado furtado em Vargem é recuperado em Ipeúna

0
1448
Animais foram encontrados em um piquete no meio de uma mata, duas vacas já tinham sido mortas

Uma longa história e muita sorte levou à recuperação de um lote de vacas nelore de cria de propriedade dos irmãos Alessandro e Evandro Souza, furtado na noite do dia 12 de fevereiro, sexta-feira, no Sítio Graminha, em Vargem Grande do Sul. O furto teria acontecido por volta das 20h, no local próximo onde está instalado o Monumento de Nossa Senhora Aparecida, no início da Via Crucis, na estrada do Barro Preto.
Segundo o proprietário do lote, o veterinário Alessandro Souza, que juntamente com seu irmão Evandro cria os animais, no sábado, por volta das 10h, seu irmão esteve no local onde 56 animais deveriam estar a pastar, quando notou o cadeado da porteira da propriedade quebrado e também rastros de caminhão, dando pela falta de 20 animais.
De imediato acionaram a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar, procurando logo mais a Polícia Civil onde narraram os fatos e deu-se início às investigações. Outra importante medida tomada pelos irmãos, foi de noticiar o fato em grupos de WhatsApp de compra e venda de gado que fazem parte, contando o que foi furtado e como os bandidos agiram.
Também descreveram como os animais eram e a marca da fazenda que neles constavam, mandando desenho da mesma para que ajudasse na identificação das vacas. Os irmãos são proprietários da Fazenda São João, localizada na SP 344, estrada de São Sebastião da Grama, mas arrendavam o pasto onde os animais foram furtados.
A veiculação da notícia se espalhou pelos grupos na internet, com muita gente querendo ajudar e sendo solidária com os Irmãos Souza. Logo, o resultado apareceu e por volta das 13h do sábado, receberam a notícia de que animais foram localizados na cidade de Ipeúna, distante cerca de 170 km de Vargem, na região de Rio Claro, cujas marcas conferiam com os animais furtados em Vargem.
Os dois irmãos se deslocaram até Ipeúna, acompanhados pelo Tático Ostensivo Rodoviário da Polícia Rodoviária de Rio Claro e chegando ao local, encontraram os animais que a Polícia Militar de Ipeúna havia localizado em um matagal, dentro de um piquete.
Alessandro disse que ao mesmo tempo que ficou contente, também o entristeceu ver duas carcaças de seus animais mortos pelos ladrões, duas reses que estavam agonizando e a falta de mais quatro animais do lote furtado. Ao todo os irmãos recuperaram 12 animais dos vinte que foram furtados.
Também puderam contar com a ajuda de várias pessoas para o embarque das vacas e da prefeitura de Ipeúna que cedeu uma máquina para fazer uma estrada onde o caminhão pudesse chegar e embarcar as reses furtadas.
“O ponto chave para chegar aos animais, além da participação da polícia, foi a comunicação rápida entre os grupos de WhatsApp que divulgaram maciçamente o furto das nossas vacas, fazendo com que conseguíssemos localizar os animais a uma distância de mais de 170 km de onde foram furtados”, disse Alessandro.
Ele agradeceu a todas as pessoas dos grupos que ajudaram, inclusive os que puseram a mão na massa, com enxadas e enxadões para ajudar a embarcar as vacas, à prefeitura de Ipeúna que cedeu a máquina para abrir a estrada e às polícias Rodoviária, Militar, Civil e à Guarda Municipal de Vargem pela ação desenvolvida que acabou por elucidar o caso.
Agora as investigações da Polícia Civil continuam para se chegar aos autores do furto que podem ser de Ipeúna e também ter pessoas de Vargem envolvidas.

Animais foram encontrados em um piquete no meio de uma mata, duas vacas já tinham sido mortas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui