Partidos se posicionam para disputar eleições deste ano

0
1438
Vereador Bertoleti junto ao ex-prefeito José Carlos Rossi

No último dia 4 de abril esgotou o prazo para que novas legendas se registrassem junto à Justiça Eleitoral e também a filiação das pessoas que desejarem concorrer nas eleições programadas para o dia 5 de outubro de 2020. No site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) constam a existência de 14 partidos políticos que estariam aptos a disputar as eleições em Vargem Grande do Sul.
Esta data levou os dirigentes partidários a se movimentarem buscando novas filiações, principalmente de candidatos a vereadores e também mulheres, para poder disputar as eleições que têm até a presente data como possíveis candidatos a prefeito, o atual chefe do Executivo, Amarildo Duzi Moraes, do PSDB, e o ex-prefeito José Carlos Rossi, do PSD. O ex-prefeito Celso Ribeiro se filiou ao Partido Podemos, mas não manifestou sobre qual vai ser seu posicionamento com relação às eleições.
No dia 3 de abril também foi o último dia para que os vereadores pudessem mudar de partido para concorrer à eleição de outubro sem incorrer em infidelidade partidária. Aproveitaram esta data os vereadores Bertoleti (PSDB) e Gabé (PTB) para se filiarem ao Partido Social Democrático (PSD), mesmo partido do ex-prefeito José Carlos Rossi.

Possíveis apoios

Findo o prazo das filiações, começa a se delinear como podem ficar as alianças políticas no município visando às eleições municipais. Dos 14 partidos que constam como em condições de lançar candidatos a prefeito e vereadores no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o mais tradicional é o PSDB, partido que detém o poder atualmente, através da eleição do prefeito Amarildo Duzi Moraes em 2016 e que é candidato à reeleição. Outro partido que desponta é o Partido Social Democrático (PSD), do qual Rossi é o filiado mais importante e também pretenso candidato a prefeito.
Os partidos que hoje são tidos como ligados ao ex-prefeito José Carlos Rossi e podem vir a apoiá-lo são em número de cinco, sendo eles o Avante, PDT, PP, PSD e PTB. Dentre as lideranças que se destacam nestes partidos, estão o ex-prefeito Celso Itaroti, o médico Antônio Carlos Ranzani, os atuais vereadores Bertoletti e Gabé,
O Partido Avante, constituído em 13 de março deste ano, é presidido pelo engenheiro Nicolau Gomes Tabansky; o Partido Democrático Trabalhista (PDT), constituído na sua atual fase em 2 de março de 2020 é presidido por Ronaldo Balestra; o Partido Progressistas (PP), vigente desde 4 de maio de 2012 é presidido pelo servidor público municipal Eliseu Alberto Gabriel; o Partido Social Democrático (PSD), constituído desde 28 de setembro de 2019 é presidido pelo médico Antônio Carlos Ranzani; o PTB, Partido Trabalhista Brasileiro, presidido pelo ex-prefeito Celso Itaroti, está em vigência junto ao Tribunal Regional Eleitoral desde 3 de março de 2020.
Já os partidos que estariam alinhados com o atual prefeito Amarildo Duzi Moraes e podem vir a apoiá-lo na sua reeleição são em número de nove, dentre eles estariam o MDB, o PSB e o PT. Embora ainda não tenha havido reuniões entre os dirigentes destes partidos e sacramentado o apoio, o que deve acontecer durante os meses de julho e agosto, quando acontecerem as convenções municipais, políticos ligados ao prefeito e ao PSDB acreditam que a tendência é destes partidos formarem apoio junto à candidatura de Amarildo.
Outro partido que ainda é uma incógnita é o Podemos, que recentemente acolheu a filiação do ex-prefeito Celso Ribeiro e que não definiu ainda qual vai ser sua atuação nas eleições de outubro, embora Celso e Amarildo já tenham ensaiado uma aproximação política nos últimos dias.
Se confirmarem os apoios dos partidos acima relacionados, as principais lideranças destes partidos são além do prefeito Amarildo e do vice José Roberto Rotta, os atuais vereadores Paulo Cesar da Costa, o Paulinho da Prefeitura e atual presidente da Câmara Municipal-PSB, Wilsinho Fermoselli (DEM), Guilherme Nicolau (MDB), Fernando Ribeiro, o conhecido Fernando Corretor-Republicanos, Alex Mineli-Republicanos, Antônio Sérgio da Silva, também conhecido como Serginho da Farmácia (PSDB), Carlos Eduardo Scacabarozi, o Canarinho (PSDB), Célio Santa Maria (PSB), Felipe Gadiani (MDB), José Luís dos Santos, o Zé Luís da Prefeitura e Cabo Laércio Anacleto, ambos do Cidadania. Também são lideranças políticas destes partidos, o ex-vice-prefeito José Ricardo Buosi, o Zé da Kibon, presidente do PSB, Ronaldo Gutierrez do PT, o ex-vereador Iletro Cachola agora no PSDB, o advogado Hugo Cossi, presidente do MDB e o ex-prefeito Celso Ribeiro, caso não venha a sair candidato a prefeito, podendo vir a apoiar a candidatura de Amarildo.
Este bloco de partidos tem as seguintes formações: Partido Cidadania, constituído em 17 de março de 2016 e presidido pelo vereador José Luís dos Santos; Partido DEM, constituído em 17 de março de 2020 e presidido por Juliano Scacabarozi; MDB, Movimento Democrático Brasileiro, constituído em 18 de dezembro de 2019, atualmente presidido pelo advogado Hugo Cossi; Partido Patriota, constituído em 24 de março de 2020 e presidido pela servidora pública municipal Rosângela Barion; Partido Podemos, em vigência desde 19 de setembro de 2019 e constando ainda como sendo presidido por Gláucio Santa Maria Gusman, mas que segundo apurou a reportagem do jornal, teria se filiado ao DEM; Partido Socialista Brasileiro-PSB, em vigência desde 23 de julho de 2019 e presidido por José Ricardo Buosi-Zé da Kibon; Partido da Social Democracia Brasileira-PSDB, presidido pelo vereador Canarinho e em vigência junto ao TRE desde 1 de abril de 2019; Partido Republicanos, presidido pelo vereador Alex Meglorini Mineli e em atuação junto ao TRE desde 13 de setembro de 2019. O Partido dos Trabalhadores atualmente é comandado pelo industrial Luís Carlos Teixeira e consta como apto a disputar as eleições junto ao TRE, desde 9 de março de 2020.
Em entrevista à reportagem da Gazeta, o presidente do PSDB, vereador Carlos Eduardo Scacabarozi, o conhecido Canarinho, disse que as conversas com os outros partidos já estão acontecendo e o diálogo deve avançar nos próximos meses com o envolvimento do prefeito Amarildo Duzi Moraes, ultimamente voltado mais para o controle da epidemia do coronavírus na cidade.
A próxima data que deve ocupar mais os dirigentes partidários é o dia 15 de agosto, último dia para o registro de candidaturas e coligações. Canarinho disse que conforme o desenrolar da epidemia, pode haver comprometimento da data da eleição municipal, programada para dia 5 de outubro de 2020.
Questionado sobre a indicação do vice à chapa a ser composta por Amarildo, Canarinho falou que é um assunto que deve ser muito bem estudado, com o candidato a prefeito sendo ouvido e também os partidos que vão apoiá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui