Vargem celebra Dia da Árvore com plantio

0
938
Atualmente, o viveiro municipal mantém cerca de 2 mil mudas e segundo Karine, estão produzindo mais a todo vapor.

Na próxima quinta-feira, dia 21, é celebrado o Dia da Árvore e para marcar a data, a prefeitura irá realizar algumas ações na cidade.

A diretora de Meio Ambiente, Karine Valentin, informou à Gazeta de Vargem Grande que o município participará de plantio simultâneo realizado pela Organização Não Governamental (ONG) Brasil Eco Planetário, neste domingo, dia 17, plantando um ipê na rotatória na barragem Eduíno Sbardellini.

Segundo a diretora, esse plantio será simbólico à data, tendo em vista a seca. Posteriormente, serão realizados plantio de árvores no período de chuvas. “Também na semana do dia 21 de setembro iremos efetuar plantio de mudas arbóreas no PSF IV Benedito Martins, no Santa Marta, faremos manutenções nas mudas plantadas no entorno da barragem e substituição de árvores mortas”, contou.

 

Projetos

Karine relatou à Gazeta que o projeto de arborização mantido pela prefeitura contempla o aumento da produção de mudas através de coleta e armazenamento de sementes. “Vamos realizar melhorias no viveiro de mudas. O aumento do plantio somente se dá através de conscientização e é isso que vamos melhorar e lutar”, contou.

Somente neste ano, foram doadas cerca de duas mil mudas pelo viveiro municipal para o plantio na zona rural, áreas verdes e calçadas.

Em contrapartida, foram autorizados o corte de 17 árvores nativas, cinco árvores secas, três arbustos e 11 árvores de espécies exóticas. Ela ressaltou que todos os pedidos de cortes são analisados pela prefeitura.

A diretora ainda explicou que árvores exóticas são aquelas que ocorrem fora do seu limite natural, ou por dispersão acidental ou intencional por atividade humana. Entre as árvores exóticas mais comuns nos pedidos de corte estão o ficus e o chapéu de sol.

Já entre as árvores nativas brasileiras mais comuns nos pedidos de corte a sibipiruna é a recordista na cidade. O arbusto mais comum nos pedidos é a murta.

Entre os motivos mais comuns apresentados estão o bloqueio de acessibilidade em calçadas, danos ao patrimônio, canos de rede de água e esgoto danificados (estourados).

 

Bairros

Questionada sobre os bairros que mais carecem de arborização, Karine elencou o Centro, Jardim Dolores, Santa Marta, Jardim São Paulo, Jardim Fortaleza, Jardim Itália, entre outros. “A arborização é de extrema importância para a qualidade de vida da população, o ar fica mais puro e a cidade mais fresca”, disse.

Entre os mais arborizados, ela destacou que esses dados serão levantados. “De maneira geral a Vila Santana é bastante arborizada. Ainda não possuímos um estudo de arborização do município, pois o mesmo será providenciado, para podermos ter dados bem concretos em relação ao quantitativo e ao deficit de arborização” explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui