“O Cangaceiro” completou 65 anos de lançamento

0
1299
Exposição reúne diversos objetos relacionados ao longa, além de imagens e histórias. Fotos: Arquivo Gazeta

Um clássico do cinema nacional, o filme “O Cangaceiro”, dirigido por Lima Barreto e filmado em Vargem Grande do Sul na década de 1950 completa 65 anos de lançamento neste sábado, dia 20. O filme foi rodado pela Companhia Vera Cruz e depois vendido à Columbia Pictures, além de ter sido premiado no Festival de Cannes como melhor filme de Aventura e melhor Trilha Sonora.
Márcia Iared, diretora municipal de Cultura e Turismo, falou à Gazeta de Vargem Grande a respeito da importância do clássico produzido pela Cia. Vera Cruz de Cinema que é tema de exposição na Casa da Cultura.
“A exposição ‘O Cangaceiro, de Vargem para o mundo’ é o resultado do garimpo de anos feito com o objetivo de fazer uma mostra onde ficou claro não só o que representou este filme para o cinema nacional, bem como a sua influência durante um ano inteiro nos costumes e na movimentação da cidade. Ou seja, sua relação intrínseca e direta com a população˜, observou Márcia.
Segundo o historiador local, Mário Poggio, vários pontos de Vargem foram usados de locação para a filmagem do filme, como a Igreja Santo Antônio, na Vila Polar e Casa da Cultura, que antigamente era a Cadeia Pública. Houveram também muitas filmagens próximas ao Rio Jaguari, Jardim Pacaembu e na parte de trás do atual Estádio Municipal Dr. Gabriel Mesquita.
“Foi possível ainda contatar pessoas como o professor Gregório Pasquini ou o senhor Antônio Fiorini, que tiveram experiências diretas com os sets de filmagens, partes delas ocorridas nas terras dos Pasquini, próximas ao Rio Jaguari, assim como os ricos depoimentos do senhor Antônio, que como motorista da Companhia, participava diariamente da mesa junto numa relação direta com os atores e produtores, o que muito colaborou para que ele seja hoje, uma das principais fontes da memória viva deste período tão diferenciado da vida vargengrandense e que levou nossas paisagens para 80 países do mundo”, afirmou Márcia.
“O Cangaceiro” ganhou duas Palmas de Ouro em Cannes, como Melhor Filme de Aventura e Melhor trilha Sonora, com a música Mulher Rendeira, cantada pela atriz e cantora Vanja Orico, acompanhada pelo coro dos “Demônios da Garoa”. Foi exibido em mais de 80 países e ficou por cinco anos em cartaz na França.

Equipe de filmagem durante gravação em Vargem Grande do Sul. Fotos: Arquivo Gazeta
Exposição reúne diversos objetos relacionados ao longa, além de imagens e histórias. Fotos: Arquivo Gazeta

Casa da Cultura é boa opção para as férias

A Casa da Cultura de Vargem Grande do Sul é uma boa opção para a criançada e também para os adultos nestas férias. No local, além do acervo que reúne passagens importantes da história da cidade, também é possível visitar a exposição “O Cangaceiro de Vargem para o Mundo”, que está em sus últimas semanas.
No acervo da Casa da Cultura estão disponíveis dados, imagens e objetos que retratam a importância da cultura do café para Vargem, além da cultura da batata, entre outros. Há também muitas fotos e informações sobre passagens importantes da história do município.
A Casa da Cultura fica à rua Major Corrêa, 505, no Centro. e está aberta ao público das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30, de segunda a sexta-feira. A visitação é livre, apenas grupos precisam agendar com antecedência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui