Lama atormenta moradores do Jardim Paraíso

0
599
Na segunda-feira, lama invadiu a Via Expressa Antônio Bolonha. Foto: Reprodução Facebook

Depois de muitos aos de reivindicação, a avenida Alice Buosi, que liga a Via Expressa Antônio Bolonha ao Jardim Fortaleza, começou receber melhorias por parte da prefeitura. No entanto, a obra realizada tem gerado muita poeira e com a chuva do último final de semana, a lama da avenida acabou invadindo a Via Expressa causando transtornos aos moradores do Jardim Paraíso.
Antigamente já havia um caminho utilizado por moradores que seguida até o almoxarifado da prefeitura. Esse trecho foi interditado e em 2012, a avenida foi destinada para o trânsito. No entanto, sem contar com nenhuma infraestrutura adequada, como pavimentação, galreias de águas pluviais, calçada, guias e sarjetas.
Com o trânsito intenso de veículos, na época da estiagem a poeira castiga os moradores da localidade. Já quando chove, é a lama que causa transtornos e os alagamentos de trechos da via. Um grupo de pessoas que vive e trabalha por essa área organizou um abaixo assinado e entrou na Justiça em 2003 pedindo que a prefeitura solucionasse o problema.
Há algumas semanas, a prefeitura anunciou recursos vindos do governo federal para a construção da avenida. As obras foram iniciadas, mas a prefeitura ainda aguarda liberação de recursos para dar continuidade à intervenção.
Neste final de semana, mais uma vez o pó virou lama com a chuva e acabou invadindo parte da Via Expressa Antônio Bolonha. Além da sujeira que é levada para as residências e estabelecimentos comerciais, a lama também oferece riscos de acidente de trânsito pela via.
A Gazeta entrou em contato com a prefeitura, perguntando dados sobre o andamento da obra e questionando se algo seria feito por conta da lama, mas não obteve retorno. Em um vídeo postado recentemente em sua página no Facebook, Amarildo informou que em alguns pontos, a via será elevada em cerca de um metro, o que permitirá a passagem das redes de água e esgoto. O prefeito informou que na sequência, será feita uma nova ponte no Rio Verde e a pavimentação da via será feita em um segundo momento.
A prefeitura já obteve recurso em torno de R$ 500 mil e já assinou o convênio para a realização da obra, mas ainda não recebeu a autorização da Caixa Econômica Federal para fazer a licitação. Assim que houver a liberação, a licitação será iniciada. No vídeo Amarildo ainda comentou que esta obra é de suma importância para o deslocamento das pessoas que moram nos dois extremos da cidade e que na obra, estão investindo R$ 1 milhão a fundo perdido.

Na segunda-feira, lama invadiu a Via Expressa Antônio Bolonha. Foto: Reprodução Facebook

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui