Batata e cana-de-açúcar atraem trabalhadores rurais

0
830
usina São Luís, da Abengoa, entre Vargem e São João, adequou produção para este ano. Foto: Reprodução EPTV

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vargem Grande do Sul, presidido por Gilson Donizete do Lago, observou que em 2018, a safra da batata deve empregar cerca de 1,6 mil pessoas.

Gilson lembrou que a área de plantio permaneceu a mesma e que o valor da saca na roça e na máquina estava entre R$ 30,00 e R$ 40,00 respectivamente, um valor que não é considerado bom em razão do alto custo da lavoura.

De acordo com Gilson, a grande maioria dos produtores rurais respeita as leis trabalhistas. “Praticamente noventa por cento respeita a legislação. Mas ainda temos informalidade no setor”, avaliou. Ele comentou ainda que na maioria dos casos, os trabalhadores têm registro em carteira, equipamentos de proteção individual, água potável, etc. “Mesmo assim, estamos sempre fazendo visita de rotina no campo, dando orientação”, comentou.

Cana de Açúcar

Gilson também falou sobre a situação dos trabalhadores das usinas da Abengoa, que está passando por uma recuperação judicial e que também emprega muitas pessoas em Vargem. “Este ano, os trabalhadores não fazem a jornada de dez horas e sim de sete horas e vinte diárias de três turnos”, observou.

Ele afirmou que a usina contratou mais funcionários, mas que não aumentaram as horas-extras como era costume, para reduzir gastos. “Porém, com isto os ganhos dos trabalhadores também tiveram uma redução”, ponderou.

O presidente do Sindicato observou ainda que a empresa está honrando todos os compromissos assumidos, principalmente com os seu colaboradores. “Os salários estão em dia, o INSS, o plano de saúde. Este mês foi recolhido o FGTS que estava em atraso”, comentou.

Porém, ele lembrou que até o começo de julho, a usina São Luiz, que é a localizada entre Vargem e São João, estava produzindo apenas açúcar e não havia começado a fazer álcool. De acordo com Gilson, foi reduzido o trabalho de uma caldeira, para aumentar o tempo da safra para aproximadamente até dezembro.

O presidente do sindicato afirmou que no início do ano a usina realizou um lay off, que foi uma suspensão temporária das atividades. “Com a economia que fizeram neste período, estão aos poucos reforçando o plantio para o ano seguinte”, disse.

usina São Luís, da Abengoa, entre Vargem e São João, adequou produção para este ano. Foto: Reprodução EPTV

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui