Prefeitura apura movimentação que retirou R$ 127 mil de suas contas

0
783
Prefeitura apura movimentação que retirou R$ 127 mil de suas contas
Prefeitura apura movimentação que retirou R$ 127 mil de suas contas

Uma serie de movimentações financeiras que provocaram a transferência de R$ 127 mil das contas da prefeitura estão sendo investigadas tanto pelo Executivo quanto pela Polícia Civil. De acordo com o apurado pela Gazeta de Vargem Grande, os pagamentos que totalizaram este montante foram efetuados em um único dia no final de outubro. A prefeitura, ao constatar a forte possibilidade de fraude cometida contra o município por criminosos, de imediato procurou a Delegacia de Polícia e o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) informou o caso aos vereadores.

Segundo o relatado pela prefeitura à Gazeta, há cerca de quatro meses foi realizada uma licitação para contratação de serviços para a realização da folha de pagamento dos servidores públicos municipais, vencida pelo banco Santander. A partir daí, iniciou-se todos os procedimentos burocráticos para implantação do sistema do banco, inclusive a abertura de conta da Prefeitura e de todos os servidores.

De acordo com o Executivo, essas contas recebem única e exclusivamente os recursos a serem utilizados na folha de pagamento dos servidores, sendo que a Prefeitura faz o depósito normalmente nos dias anteriores ao dia do pagamento.

No final do mês de outubro, através da conciliação bancária, o Departamento de Finanças da Prefeitura teve conhecimento de seis transferências do Banco Santander, feitas no mesmo dia, que totalizaram em torno de R$ 149 mil, sendo que efetivamente foram transferidos em torno de R$ 127 mil de três contas da municipalidade para contas desconhecidas do mesmo banco, em Brasília (DF).

“De imediato, solicitamos o bloqueio de todas as contas existentes no referido banco, e em seguida, encaminhamos ofício solicitando esclarecimentos do ocorrido”, informou o prefeito Amarildo à reportagem.

No último dia 26, a prefeitura recebeu no Gabinete o gerente regional do Santander acompanhado de três funcionários, e na oportunidade apresentaram ofícios em resposta aos esclarecimentos solicitados pelo Executivo, onde o banco afirma que as transferências ocorreram a partir do token da Prefeitura.

“Diante do ocorrido, solicitamos a elaboração de Boletim de Ocorrência relatando os fatos. Solicitamos, de imediato à abertura de sindicância administrativa para apuração dos fatos, entre outros procedimentos que o caso requer”, destacou o prefeito.

Golpe

Pelo relatado, uma servidora da tesouraria teria sido contatada por um  pessoa que se dizia funcionária do Banco Santander e teria solicitado adequações no sistema, sendo que em nenhum momento foi feito qualquer transferência ou pagamento de valores entre as referidas contas neste dia, segundo informou a servidora.

Aliás, segundo a prefeitura, a própria servidora tomou iniciativa de relatar os fatos e se colocou a disposição para esclarecer a ocorrência e se declarou vítima de um furto qualificado, mediante fraude.

De acordo com o relatado, a Prefeitura Municipal está tomando todas as providências objetivando esclarecer a ocorrência, através dos procedimentos internos já citados, com a participação da Polícia Civil e demais medidas que o caso requer.

O jornal verificou junto à Polícia Civil que por determinação do prefeito, os diretores do departamento de Finanças e do Jurídico da prefeitura procuraram a Delegacia onde foi registrado o Boletim de Ocorrência de nº 1975/2018, levando toda a documentação a respeito das providências adotadas pela prefeitura. A autoridade policial já instaurou inquérito para apurar os fatos.

Santander

A Gazeta também procurou o Santander, questionando detalhes das a transferências e medidas adotadas pela instituição sobre o caso. Em resposta ao jornal, o banco enviou a seguinte nota: “O Santander informa que as transações contestadas são válidas, pois foram autenticadas previamente com a senha do cliente que é de uso exclusivo, pessoal e intransferível e que não pode ser fornecida a qualquer outra pessoa, em nenhuma hipótese ou circunstância, sem qualquer exceção”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui