“Uma Nova Vargem” ganha primeiro lugar em trabalho sobre o Parque Linear

0
1539
Equipe de alunos e professores que ganhou o primeiro prêmio. Foto: Reportagem

O melhor trabalho acadêmico sobre o Parque Linear Ecológico do Rio Verde, foi o intitulado “Uma Nova Vargem”, dos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unifeob de São João da Boa Vista. Os alunos Emanuel de Melo Pádua, Letícia Lunga David e Marco Antônio Ribeiro Mantovani dividirão o prêmio de R$ 4.000,00 ofertados pela Prefeitura de Vargem Grande do Sul ao primeiro colocado.

O estudo realizado na área localizada ao lado da Av. Antônio Bolonha, contempla além do parque central, área definida para o paço municipal e configuração de novos loteamentos, de usos mistos, e áreas destinadas à preservação ambiental. Dentro da área de detalhamento foram desenvolvidos dois prédios institucionais, paço municipal e biblioteca.

Na exposição feita, os alunos argumentaram que o principal objetivo foi priorizar o pedestre, não somente os automóveis, como ocorre na maioria da cidade. Para isso, foram propostas configurações de quadras que visam a passagem dos mesmos, sendo definidas conforme as melhores formas de ajuste na topografia, denominadas de quadra passagem.

A quadra passagem possui espaços de percursos internos às quadras, voltados ao trânsito de pedestres, proporcionando uma ligação mais curta entre equipamentos comunitários, áreas verdes, estações ou pontos de transporte coletivo.

Os usos institucionais possuem diversos tipos de categorias, sendo que cada uma conforme sua especificidade possui seus parâmetros. Na área de projeto foram trabalhados quatro edifícios institucionais, um paço municipal, câmara municipal, biblioteca municipal e creche, sendo que dois deles foram detalhados.

Foi proposta uma ciclovia que interliga a cidade e o parque, que percorre a extensão da APP, conforme especificado no mapa de uso e ocupação, gabaritos e no corte de detalhamento. Explicaram os alunos que o local foi escolhido por se tratar de uma parte do projeto com topografia mais suave, e também pela adjacência com a APP, tornando o caminho mais interessante.

Segundo os alunos, o projeto preocupou-se em não ignorar os danos ambientais que um empreendimento novo pode causar no rio, e para isso foram propostas algumas melhorias. Seu leito contará com um aumento em sua área de preservação ambiental para que quando houver chuva forte na cidade, mesmo que ocorram enchentes nos pontos mais baixos da cidade, o parque, e as residências próximas não serão afetadas.

Disseram que atualmente o rio possui 10 metros de largura, mas em épocas de chuvas ele poderá aumentar cerca de 15 metros para cada lado. As medidas foram delimitadas para períodos de chuvas, após isso o rio contará com aproximadamente 50 metros de Área de Preservação Permanente-APP, aumentando assim significantemente a cota de inundação do mesmo.

A exposição dos trabalhos aos jurados aconteceu na noite de quinta-feira, dia 19, no prédio da faculdade no campus da Unifeob. Participaram como jurados a engenheira civil e funcionária da prefeitura, Ana Carolina Zoqueti Moraes, a arquiteta Lúcia Rodrigues Aliende, a diretora de Cultura e Turismo, Márcia Iared, a presidente do Conselho Municipal de Turismo-Contur, Rosa Maria Nhola Teixeira, Priscila Mesquita Beloni, arquiteta urbanista, Ingrid Caroline Maciel Ferreira, engenheira civil da prefeitura, o engenheiro civil Henrique Pisa Perroni, a arquiteta urbanista Marcela Ligabue Cacholla e a diretora de Agricultura e Meio Ambiente, Melissa Marinho Ranzani, que presidiu a Comissão Julgadora que foi instituída pelo prefeito Amarildo Duzi Moraes para julgar os trabalhos.

Também presentes na noite da escolha do melhor trabalho sobre o Parque Linear, o coordenador de Arquitetura e Urbanismo da Unifeob, Ricardo Simon Ciacos e o professor de arquitetura Caio Higa, que foi o orientador dos alunos. O ex-diretor do departamento de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Tadeu Ligabue, que foi um dos idealizadores da realização dos trabalhos, participou da exposição dos trabalhos que tinha como objetivo principal, a realização de estudos que levam à criação de um projeto básico que servirá de subsídio na elaboração de um projeto executivo a ser desenvolvido pela prefeitura para ocupação futura da área.

De acordo com o regulamento aprovado, os trabalhos visavam a conscientização e ao fortalecimento das políticas públicas voltadas à preservação do acervo de recursos naturais, paisagísticos e especialmente dos recursos hídricos do município, que tem no Rio Verde um dos seus principais fornecedores de água potável.

Após ouvirem as apresentações de cada trabalho, os jurados estudaram com mais detalhes as pranchas onde os trabalhos estavam expostos e depois se reuniram para escolher o primeiro, segundo e terceiro colocado. Os alunos foram então chamados e a arquiteta Marcela Ligabue Cacholla expôs o que os jurados pensavam de cada trabalho, anunciando os vencedores.

O segundo trabalho premiado foi o das alunas Andressa Ribeiro e Rosimeire da Silva Campos, que tratou mais da criação de um novo bairro nas proximidades do Parque Linear, com destaque para a mobilidade urbana, criação de um mercadão como centro de atração do bairro, com as ruas e calçadas visando mais os pedestres e a utilização de ciclovias. O segundo trabalho, conforme lei aprovada pela Câmara Municipal, recebeu o prêmio de R$ 2.000,00.

A terceira colocação ficou para o trabalho apresentado pela aluna Marla Ketellin Alves Ferraz, que dividiu a implantação do Parque Linear em três etapas ao longo dos anos. Seu trabalho tratou mais da compensação ambiental, com a implantação de infraestruturas de baixo impacto, com alto grau de reversibilidade da área a um estado próximo ao natural, com estratégia de reflorestamento das áreas degradadas. Além da implantação do parque, o projeto previa também a criação de um paço municipal. O trabalho foi premiado com o valor de R$ 1.000,00.

Os trabalhos agora serão divulgados no site oficial da Prefeitura Municipal de Vargem Grande do Sul, como consta do regulamento e ficarão à disposição dos interessados em contribuir com os estudos de implantação do Parque Linear Ecológico do Rio Verde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui