Vargengrandenses participaram do II Encontro Down

0
842
Equipe da Apae participou do encontro. Foto: Arquivo Pessoal

No dia 21 de março é celebrado o Dia Internacional da Síndome de Down. Para marcar a data, foi realizado o II Encontro Down: Diversidade, Saúde e Aprendizagem, de 1 a 3 de março, em São João. O evento teve como objetivo aumentar a conscientização sobre a aceitação e respeito, bem como dar visibilidade e oportunidade as pessoas com a síndrome de Down através da sua história de vida e superação. Também buscou conscientizar as pessoas sobre a importância da família, do respeito e da aceitação social. Famílias e representantes da Apae da cidade participaram do evento, que teve a empresária vargengrandense Patrícia Ramos, entre as organizadoras.
No encontro foram promovidas oficinas para a capacitação de profissionais e estudantes nas áreas de aprendizagem, música inclusiva, equoterapia em demonstrações de práticas que já têm sido realizadas em São João da Boa Vista com pessoas com a síndrome. Um workshop sobre aprendizagem na Síndrome de Down, música e inclusão e equoterapia foi realizado no primeiro dia do evento. No dia 2 de março, segundo dia do encontro, ocorreu o “Encontro de Famílias: Muito Prazer!” onde o objetivo era reunir famílias para que pudessem se conhecer e trocar experiências, com a mediação feita por profissionais da área da saúde e da educação. Encerrando o evento, no dia 3 de março teve uma palestra com o médico Zan Mustacchi, um dos maiores especialistas do Brasil na área.

APAE

Profissionais da Apae de Vargem Grande do Sul participaram da palestra de encerramento do evento, entre eles estavam os professores Cássia, Débora, Vanessa e Letícia, a psicóloga Lívia, o coordenador pedagógico Ricardo e a diretora Ana Márcia.
À Gazeta, a diretora da Apae relatou que a participação no evento foi muito importante. Ela ressaltou que o que foi exposto durante a palestra contribuiu para a formação da equipe que esteve presente. Ana Márcia também comentou que mesmo atuando há anos com alunos com Síndrome de Down, participar de eventos como esse é de extrema importância e esclarece alguns conceitos sobre a síndrome, como cuidados com a saúde, aprendizagem, adolescência e inclusão social.

Família

Tiago César, de 19 anos, tem a Síndrome de Down e foi ao encontro acompanhado de seus pais Sílvia Helena Cabral e Benê, além de seus irmãos Mateus e Lucas Henrique. Tiago e sua família participaram do encontro de famílias que aconteceu na sexta-feira, dia 2.
Em conversa com a Gazeta, Sílvia contou que Tiago é seu primeiro filho, lembrou que sempre sonhou em ser mãe e disse que Deus lhe deu Tiago como primeiro filho. Sílvia classificou o encontro como “maravilhoso” e comentou ter gostado muito de participar. “Pois falaram das dificuldades que quem tem Síndrome de Down às vezes encontra”, disse. STambém destacou a oportunidade de conhecer outras famílias e fazer várias amizades no evento. Para ela, participar do encontro foi uma experiência muito boa em sua vida.
Sílvia lembrou ainda das dificuldades que sua família enfrentou ao longo desses anos. Recordou que quando Tiago era pequeno, demorou mais para andar e também para aprender a falar, com relação às crianças que não possuem a síndrome.
“As crianças com Down demoram um pouco mais no aprendizado mas, são muito carinhosas. Quando Tiago nasceu, ele foi encaminhado para São Paulo porque os médicos diziam que ele não iria falar e nem andar”, recordou. Tiago nasceu prematuro e Sílvia comentou que teve muita fé, sempre pedindo a Deus pela vida de seu filho.
Segundo Sílvia, muitas vezes este processo foi doloroso. Ela comentou que foi muito julgada depois que Tiago nasceu, pois falavam que seu filho tinha nascido com Down para ela “pagar por algo que fez”, insinuando uma série de barbaridades.
Ela avaliou que ainda existe preconceito, mas ressaltou que Tiago é uma pessoa que ama todo mundo. “É a melhor coisa que Deus fez na nossa vida. Agradeço por ele todos os dias”, afirmou. Também relatou que muitos acham que as pessoas com a síndrome não são capazes de fazer muita coisa, mas ressaltou que todas possuem suas habilidades. “Elas são as coisas mais lindas, são anjos de Deus. E Tiago é um destes anjos que Deus colocou ao nosso lado”, disse, afirmando que ele é um filho muito carinhoso. “Ele diz todos os dias que me ama, não dorme sem antes de me dar um beijo e também me dá um beijo antes de ir para a escola”, comentou.
Sílvia afirmou que Tiago gostou muito de ter participado do encontro em São João, o primeiro que a família participou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui