Paralisação dos caminhoneiros continua em Vargem

0
1463
Caminhoneiros manêm paralisação na manhã desta sexta-feira, dia 25, em Vargem. Foto: Angelino Júnior

Os caminhoneiros decidiram manter a paralisação nas rodovias de Vargem grande do Sul e região.

Nesta manhã, o grupo estava iniciando o movimento, que deverá contar com a adesão de motoristas que trafegam pela rodovia SP-215.

Na noite da quinta-feira, dia 25, representantes do governo federal anunciaram terem entrado  em acordo com as lideranças nacionais do movimento e anunciaram que os manifestantes teriam concordado em suspender as paralisações por 15 dias.

O acordo foi assinado por algumas entidades representativas, incluindo a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA). Outros grupos, como a Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam) e a União Nacional dos Caminhoneiros (Unicam) rejeitaram a proposta. A CNTA disse que levará a proposta aos motoristas, para apreciação.

Mas o acordo não foi unanimidade entre os líderes da mobilização e em muitos pontos do país, como na região, o movimento de paralisação continua.

 

Reivindicações

A principal exigência é a queda no preço do óleo diesel: segundo os representantes dos transportadores, o custo atual do óleo torna inviável o transporte de mercadorias no país. Para reduzir o preço do diesel, as entidades querem que o governo estabeleça uma regra para os reajustes do produto – hoje, os preços flutuam de acordo com o valor do petróleo no mercado internacional e a cotação do dólar.

Querem também o fim das alíquotas de Programa de Intervenção Social (PIS) e de Contribuição para o Orçamento da Seguridade Social (Cofins), assim como a isenção da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para transportadores autônomos.

A categoria reivindica também a isenção do pagamento de pedágio dos eixos que estiverem suspensos e a aprovação do projeto de lei 528 de 2015, que cria a política de preços mínimos para o frete, e a criação de um marco regulatório para os caminhoneiros.

 

Leia mais:

Paralisação dos caminhoneiros chega em Vargem

Receio de ficar sem combustível provoca filas nos postos de Vargem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui