Painel 19 de janeiro de 2019

0
746

Mobilidade Urbana

Nesta terça-feira, dia 22, o Departamento Municipal de Segurança e Trânsito (Desetran) realiza a audiência pública para o debate do Plano de Mobilidade Urbana do Município. Na ocasião, a população pode tirar dúvidas e fazer sugestões sobre o tema. A audiência será no auditório da biblioteca municipal Vítor Lima Barreto, com entrada pela rua José Bonifácio, 628, ao lado do Banco do Povo. Na edição anterior, a Gazeta informou erroneamente em seu editorial que a audiência seria no dia 21.

Reconhecimento

Foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 16 de janeiro, uma portaria assinada pelo Delegado Geral de Polícia, Ruy Ferraz Fontes, que concede elogios aos policiais civis pelo eficiente trabalho investigativo que culminou no esclarecimento do latrocínio do cinegrafista e ex-bancário vargengrandense Gláucio Donizete da Costa e a consequente prisão de seu autor, Jhonatan Araújo. Foram citados na portaria os delegados Anna Valéria Annunziata Gabricho e Antônio Carlos Pereira Junior, o escrivão Eduardo Gabricho Fontes, os investigadores Juliano Vilas Boas Ramos e Diego Carlos Martins e o agente policial Felipe Antônio Alves da Rosa.

Centro Ozinar Coracini

Na gestão de Celso Itaroti, a prefeitura adquiriu uma série de equipamentos e mobiliário para montar o Centro de Formação Educacional Cognitiva de Tecnologia “Ozinar Coracini”, inaugurado em março de 2014. Alvo de uma ação civil de improbidade na Justiça e de uma Comissão Processante na Câmara, as atividades esperadas neste centro nunca foram efetivadas. No entanto, os equipamentos adquiridos para o Centro, continuam guardados na prefeitura.

Utilização

A Gazeta questionou a prefeitura sobre o que será feito com esses equipamentos. Em resposta, o Executivo informou que, conforme consta no inquérito Civil, os equipamentos adquiridos, como kits de marcenaria, robótica e eletrônica, são inadequados para a faixa etária dos alunos da rede municipal. “Entretanto estamos em tratativas com algumas escolas (rede estadual) objetivando estudar a possibilidade de sessão a uma delas, desde que haja plenas condições de aproveitamento dos equipamentos”, explicou a prefeitura em nota enviada à reportagem. Atualmente, no prédio funciona a Univesp.

A prefeitura de Espírito Santo do Pinhal informou em sua página oficial que irá suspender o repasse que realiza ao Conderg até que o caso que envolveu a morte de um idoso de 80 anos no município seja esclarecido e providências sejam tomadas. A Gazeta publica matéria sobre o ocorrido nesta edição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui