Pianista faz apresentação gratuita em Vargem nesta quinta-feira

0
822
Liliana Bollos se apresenta em Vargem nesta quinta-feira

A pianista Liliana Bollos fará apresentação gratuita do Projeto Clara na Música Popular, às 19h30, na Escola de Música Manoel Martins, em Vargem Grande do Sul. Ela será acompanhada por seu marido Fernando Corrêa na guitarra e seu sobrinho Caio no teclado e voz. A escola fica localizada à rua Prudente de Moraes, nº 685, Centro.

No repertório da apresentação haverá músicas como Tico-tico no fubá; No fubá; Golpe de mestre; Ó abre alas; Blue moon; Aquarela do Brasil; Aca Branca; Garota de Ipanema; O barquinho; Tempo perdido; Malandragem; e Brasileirinho.

Projeto

O projeto Clara na Música Popular traz em seu repertório músicas que marcaram suas épocas. O fio condutor da apresentação é o livro Clara na Música Popular, escrito por Liliana, pois oferece uma cronologia de fatos histórico-musicais pertinentes a este projeto e três exemplares serão doados à biblioteca da Casa da Cultura e também das escolas visitadas. O projeto foi contemplado no Edital Concurso de Apoio a projetos culturais para artistas residentes em pequenos municípios do Estado de São Paulo do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado de Cultura do Estado de São Paulo.

A música brasileira tem sido apontada como uma das mais ricas em formas populares de cultura, muitas pessoas de outros países a conhecer, porém isso não acontece com grande parte dos brasileiros. As crianças e os jovens são os que mais perdem contato o mundo musical brasileiro que é tão rico e serve como recreação, bem como a música estimula a criatividade, aumenta a concentração e também educa para o belo.

Atualmente os jovens são bombardeados com músicas que são tocadas nas grandes mídias, em detrimento das outras que integram o universo musical como valsa, samba, bossa-nova, choro, ragtime, jazz, música clássica, entre outros. Porém, entrando em contato com a história musical do Brasil, se tem a oportunidade de conhecer melhor o universo ao redor dos brasileiros e entender melhor o país. Resgatar as tradições e lembranças que fazem parte da memória é um dos intuitos do projeto Clara na Música Popular.

Integrantes do projeto

A pianista Liliana Bollos é doutora em comunicação e semiótica da PUC-SP, mestre e bacharel em performance (piano jazz) pela Kunst Universität Graz na Áustria, bacharel e licenciada em letras pela USP e é formada em piano clássico pelo Conservatório maestro Francisco Cônsolo. Ela já se apresentou com Alaíde Costa, com o Coral USP, com o Duo Fel & Orquestra Sinfônica de Santo André, entre outros. Liliana é autora dos livros Harmonização no Piano Popular, Bossa Nova e Critica: polifonia de vozes na imprensa, premiado no edital Prêmio Funarte Produção Crítica em Música e Clara na música popular e também de vários artigos acadêmicos. Já deu aulas em algumas instituições de ensino e atualmente é professora da UNIFACCAMP onde também coordena o curso de Pós-graduação Lato Sensu em Música Popular e também desenvolve o Pós-doc sobre Harmonização no Piano Complementar na EMAC-UFG.

Fernando Corrêa é guitarrista, compositor e arranjador. Ele é mestre e bacharel em guitarra-jazz pela Kunst Universität Graz, Áustria e em violão clássico pelo Conservatório Carlos Gomes de Campinas. Desde 2000 é integrante da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, ele é professor de guitarra da Faculdade Santa Marcelina e desenvolve também trabalho autoral, tendo 4 CDs gravados. Atuou com vários artistas como Nenê, Alaíde Costa, Mark Murphy, Vinícius Dorin, Zizi Possi, entre outros. É autor de diversos arranjos para formações como a Orquestra Jazz Sinfônica, Big band Soundscape, Orquestra Sinfônica de Campinas e outras. Faz parte do Quarteto Sonoro, é integrante do Zeli Silva Grupo, do grupo “Quebra Cuia” e do “Nóis é Trio”.

Caio Liberalli Bollos desde cedo teve contato com a música. Sua avó estudou piano erudito, de quem herdou posteriormente o instrumento. Sua tia a madrinha Liliana é pianista e professora e sua irmã mais velha também estudou piano antes dele. Aos 7 anos ele se iniciou na música, fez aulas particulares de guitarra e de piano até ingressar no Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos Campos de Tatuí, Polo de São José do Rio Pardo, onde estudou por sete anos. Caio também fez aulas de piano erudito, canto coral, teoria e percepção e ainda um ano de história da música e harmonia, e ingressou na banda de pop rock Lótus, como guitarrista e vocalista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui