O efeito borboleta

0
627
Reprodução Internet

Será que uma atitude tomada em Vargem Grande do Sul ao evitar que não se use mais canudos de plástico nos estabelecimentos comerciais teria alguma influência nos destinos da Terra, cujos mares, rios, lagos, estão entulhados com toneladas de plásticos, afetando todo o meio ambiente, com consequências desastrosas para a vida, principalmente dos animais marinhos?

Será que ao tomarmos um copo de água nas repartições públicas ou nas empresas, copos de plástico descartável, só para citar o exemplo de Vargem Grande do Sul, onde trabalham cerca de mil funcionários na prefeitura municipal, com cada um utilizando vários copos todos os dias, quanto de plástico estamos descartando na natureza? Multiplica-se por todo o Estado de São Paulo, pelo Brasil, por todos os países do mundo, só no quesito copo descartável de plástico para beber água e temos uma pequena noção do que estamos fazendo com nosso lar, a Terra.

Parece coisa boba, pequena demais, mas aos poucos vamos nos envenenando e como nosso organismo vai piorando a cada dia que passa de tanto que comemos, bebemos, gastamos, compramos, produzimos, muitas vezes sem a devida necessidade, a Terra também vai se saturando, dando sinais que não aguenta mais, que suas artérias estão entupidas, que o colapso pode estar eminente.

Será que evitar canudinhos plásticos, copos de plásticos, sacolas plásticas, só para começar, daria tempo ainda de reverter toda essa situação que se avizinha e não promete boas coisas? É só ver as queimadas da Amazônia, da Austrália.

Pode parecer meio absurdo, bizarro, que está tão longe e que quem alerta é tomado como maluco, ou algo parecido, mas, sinais estão sendo emitidos e parece que não estamos captando-os, principalmente nossos governantes.

Hoje compra-se um presente, uma camisa, a mesma vem com não sei quantas etiquetas, envolta em um plástico, que é embrulhada e depois colocada dentro de uma sacola, que leva fitas e não sei mais quantos adereços. Quanto desperdício há no mundo e tudo isso tem custo, foi tirado de algum lugar, e vai ser descartado em outro, poluindo, matando.

Sim, proibir que se use canudinhos de plástico em Vargem Grande do Sul pode ter a mesma dimensão da fábula popular que diz que quando uma borboleta bate as asas em um hemisfério, sua ação pode provocar um tufão do outro lado do mundo. É o efeito do caos. Neste sentido, um efeito que seria muito legal ao proibir o uso dos canudinhos em Vargem Grande do Sul poderia ser sentido em algum lugar do planeta Terra.

Quem sabe uma tartaruga lá no pacífico não se engasgue e morra com ele daqui a algumas décadas ou séculos, que é quanto tempo leva o plástico para se dissolver na natureza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui