Alunos do Fleming reformaram áreas da escola

0
2329

Após a volta às aulas, os alunos da Escola Estadual Alexandre Fleming Ensino Integral, junto aos professores, realizaram a limpeza e manutenção da área externa da escola. Durante o ano anterior, os estudantes realizaram projetos nas disciplinas do Programa de Ensino Integral para a melhoria do ambiente.

Após reclamações e comentários nas redes sociais sobre a aparência do prédio no dia anterior ao primeiro dia de aula, os alunos se manifestaram incrédulos, uma vez que realizaram toda a reforma do local, a partir de projetos da própria escola no último ano.

A diretora Fabiana Bonini da Cruz e Souza justificou que como os funcionários estavam em época de recesso, a escola ficou vazia neste período e que as chuvas de janeiro fizeram com que o mato da área externa crescesse mais que o normal. Assim que as aulas retornaram, a manutenção e retoque do local, que são feitos durante todo o ano pelos próprios alunos, foram realizados.

Os estudantes fazem as atividades junto ao professor Aparecido Vagner Marinho, de matemática e de Protagonismo Juvenil, que é uma disciplina diferenciada das escolas de Programa de Ensino Integral.

No projeto, cerca de 60 alunos do ensino fundamental, nos anos 7ºA e 7ºB, colocaram a mão na massa. Segundo o professor Aparecido, o objetivo é despertar no aluno a importância da preservação e conservação do patrimônio público.

“Nessas aulas desenvolvemos também a autonomia, pois os professores vão com os alunos lá fora e cada um toma nota em seu caderno daquilo que tem que ser feito na escola. Onde precisar reformar, pintar, arrumar trincado de calçada, e isso é autonomia, pois parte deles. Então trabalhamos muito com a autonomia no Protagonismo Juvenil e é isso que fizemos lá fora”, explicou o professor.

Na atividade, chamada de Jovens em Ação pelo Patrimônio (JAP), foi feita a limpeza e reforma da área externa, a decoração do portão, o reboque do muro, a reinstalação do cano que estava solto, onde os alunos inclusive refizeram a laje junto ao professor para que não houvesse mais vazamento. Anteriormente, os muros da escola eram todos pichados.

O professor explicou que esse ano a disciplina terá continuação, uma vez que visa a manutenção do serviço já realizado no patrimônio público. “Durante todo o ano estaremos mantendo as reformas que foram feitas pelos alunos, assim como já fizemos após a volta às aulas”, disse.

Mais reformas

Já na parte interna da escola, acompanhados pelos professores Agnaldo Gil Ferreira dos Santos, de matemática e física, e Roberta de Cássia Sebastião Palos, de sociologia e história, os alunos reformaram e decoraram o refeitório e a casinha de depósito.

Esse trabalho foi realizado por alunos do ensino fundamental e do ensino médio, entre o 8º ano e o 3º colégio, e teve início no mesmo período que o trabalho do professor Wagner, de julho a dezembro.

As atividades eram realizadas nos horários das aulas Eletivas, que assim como as aulas de Protagonismo Juvenil, compõe a grade escolar dos alunos, já que ficam o dia todo na escola.

No refeitório, os alunos pintaram todos os bancos e decoraram as paredes, e a casinha de depósito ganhou cara nova. Os professores responsáveis pela atividade, Agnaldo e Roberta, explicaram que os alunos levaram marretas e talhadeiras para reformar a escola. “Um sonho antigo que tinham era demolir um muro que ficava na entrada do refeitório, que atrapalhava a movimentação, e fizeram isso”, contaram.

Os alunos ainda conseguiram o patrocínio de empresas da cidade para a colocação de mesas e cadeiras na área em frente ao refeitório. Para esse ano, a diretora adiantou que os projetos já estão sendo preparados, entre eles, há robótica, horta, jardinagem, fanfarra e aprendizagem de matemática através do basquete.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui