Morador se queixa de criação de cavalos e acúmulo de sujeira

0
1021

A equipe da Gazeta de Vargem Grande foi acionada por uma moradora do Jardim Paraíso 2 que se queixou de uma área ao final da rua Alziro Zarur, às margens do Rio Verde.
Segundo ela pontuou, no local pessoas construíram estábulos, onde criam cavalos. Além disso, costumam jogar lixo e entulho pelo terreno e também pelas margens do rio. A moradora também observou que o ponto tem se tornado local de consumo de entorpecentes.
Ela contou que esta situação se estende há mais de um ano e que já procurou a prefeitura inúmeras vezes, tanto o gabinete quanto o departamento de Meio Ambiente e nada foi providenciado.

Prefeitura

A Gazeta de Vargem Grande entrou em contato com a prefeitura questionando se a administração tem ciência dos fatos, se o terreno em questão se trata de uma área pública ou particular, se é permitida a criação de cavalos no local e o que a prefeitura fará a respeito disso. Também perguntou se a prefeitura adotará alguma providência com relação ao lixo e entulho.
Em resposta, a prefeitura explicou que o terreno se trata de uma área particular e que não é permitida a criação de animais no local, tendo em vista ser uma área de preservação permanente. A prefeitura ressaltou que tem conhecimento do caso e estabeleceu o prazo para retirada dos materiais e animais até a terça-feira, dia 08. Após essa data, a Polícia Militar Ambiental fará a vistoria ao local e tomará as providências cabíveis. A retirada dos materiais e limpeza no local deverá ser realizada pelas pessoas que estão ocupando a área e o proprietário.

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui