Vai passar. Mas ainda não passou

0
1117
Imagem Ilustrativa

A notícia do relaxamento da quarentena adotada em todo estado como medida preventiva à expansão dos casos de Covid-19 não poderia ter animado mais a população. Afinal, desde o final de março as medidas restritivas vem causando um impacto enorme no bolso dos paulistas e também na vida emocional de todos. Mas isso não é motivo para que se pense que a doença causada pelo novo coronavírus passou.
Longe disso. A cada dia, mais casos estão sendo registrados em todo estado. Vargem Grande do Sul começou a ter seus primeiros pacientes no início de maio e até esta semana são 31 casos positivos.
Nos municípios da região, os pacientes também vão aumentando a cada dia. Há também um número expressivo de pessoas que já perderam a vida para a doença nas cidades vizinhas. Isso sem falar nas mais de 30 mil famílias que perderam entes queridos em todo país.
Em Vargem Grande do Sul, 22 pessoas já são consideradas recuperadas da doença e além de estarem curadas, não transmitem mais o vírus. O que é uma notícia extremamente positiva.
No entanto, não se deve baixar a guarda. Muito pelo contrário. O momento é de intensificar a precaução. Por mais que as lojas, escritórios e demais postos de serviços estejam funcionando com restrições e a quarentena tenha sido relaxada, isso não significa que a doença foi embora.
Na última segunda-feira, uma breve volta pela cidade foi possível para a equipe de reportagem da Gazeta constatar muita gente sem máscaras e desrespeitando o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas. É preciso reafirmar que a covid-19 continua circulando.
O médico infectologista Marcelo Galotti, em entrevista recente à Gazeta, lembrou que se na maioria dos casos, o vírus vai provocar pouco dano à saúde do paciente, em alguns, ele vai ser extremamente agressivo e até mesmo mortal.
Na mesma entrevista, o médico ponderou que embora a cidade tenha se preparado bem dentro de sua realidade para o combate à doença, Vargem Grande do Sul ainda não teve seu pico de contaminação. Em reportagem publicada no jornal, os dados do Departamento Regional de Saúde (DRS) 14, da qual a cidade faz parte, apontam uma média de 8 mil casos positivos em toda região. Seguindo a proporção estabelecida pelo órgão, Vargem pode ter cerca de 420 casos durante a pandemia. Ou ainda o número está longe ou muita gente já pegou e devido à defasagem de testagem, há muita subnotificação no município.
De qualquer maneira. A pandemia vai passar. Mas ainda não passou. Por tanto, higienize sempre as mãos. Quem puder ficar em casa, fique e proteja sua família. Quem precisar sair, use máscara e respeite o distanciamento mínimo entre as pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui