Com IGC 4, Unifeob se mantém o melhor Centro Universitário de toda a região

0
196
Unifeob está entre as 12 melhores entre centros universitários sem fins lucrativos no Estado. Foto: Divulgação

Os Indicadores de Qualidade da Educação Superior foram publicados pelo Ministério da Educação (MEC) na última sexta-feira, dia 23. Nesta mais recente avaliação, o Centro Universitário Unifeob novamente se destaca entre as melhores instituições do país por ter mantido o Índice Geral de Cursos (IGC), principal indicador de qualidade do ensino superior, acima de 4; apenas 21,64% de todas as instituições de ensino superior do Brasil estão nessa faixa.
A Unifeob é conhecida por sua estrutura física, excelência no Projeto Pedagógico Institucional (PPI), docentes considerados referências em suas respectivas áreas de atuação e implantação de tecnologia em todos os cursos de graduação e pós-graduação. Com os dados atualizados, a Unifeob passa a ser considerada oficialmente a melhor da região, o 39º melhor Centro Universitário sem fins lucrativos do Brasil e o 12º de São Paulo, à frente de instituições renomadas como PUC Campinas, ESPM, Unip e Facamp.

Projeto Pedagógico
A evolução constante do Projeto Pedagógico desde 2012 é considerada o ponto de virada para este salto de qualidade, segundo destacou a entidade. A Unifeob adota estratégias e metodologias de aprendizagem com foco no desenvolvimento prático de competências alinhadas às tendências de mercado e necessidades dos estudantes, que se tornam o centro do processo, por meio de uma abordagem ampla e humanizada.
“A base é respeitar os universitários, estimular o protagonismo e criar ambientes e situações de aprendizagem significativas”, explica o reitor José Roberto Almeida Junqueira, idealizador do projeto. “Ninguém aprende abstratamente, tudo tem que fazer sentido. Tem que ficar claro para os estudantes e para os professores aonde se espera chegar com cada trabalho acadêmico. Cada unidade traz uma contribuição diferente e são conhecimentos voltados ao desenvolvimento de determinadas competências. Aí é que está o nosso diferencial”, disse o reitor.

Avaliação
O IGC apresenta a avaliação de todos os cursos de uma instituição de ensino. É organizado em faixas de 1 a 5 – em que 4 e 5 são considerados ótimos. Para isso, é preciso que vários indicadores sejam satisfatórios: os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), a verificação do valor agregado pelo Centro Universitário durante a formação dos estudantes, a qualificação do corpo docente, a infraestrutura e os recursos didático-pedagógicos.

Indicadores
Resultados da avaliação da Diretoria de Avaliação da Educação Superior (Daes) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais “Anísio Teixeira” (Inep), esses dados são instrumentos de avaliação da educação superior brasileira. Expressos em escala contínua e em cinco níveis, têm relação direta com o Ciclo Avaliativo do Enade, que compreende a verificação periódica de cursos de graduação, com referência nos resultados trienais de desempenho dos universitários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui