Dia dos Namorados: a história de amor e superação de Alessandra e Marcos

0
1291
Casal já superou momentos difíceis e segue unido. Foto: Angelino Jr.

Neste sábado, dia 12, é celebrado o Dia dos Namorados. Porém, o clima de romance já está entre os vargengrandenses há algumas semanas. Em abril, o fotógrafo Angelino Júnior deu início a uma promoção pra lá de especial, o ‘Dia dos Namorados: sua história de amor pode ganhar prêmios’. A história que encantou os jurados foi a de Alessandra Tatiane Chiavegatto de Salles e Marcos Salles.
O casal foi premiado com uma sessão fotográfica feita pelo fotógrafo Angelino Júnior, na Fazenda São Bento, com café da tarde e produções com os parceiros da promoção, como maquiagem e penteado feitos por Grazziela Piccolo, decoração e detalhes da sessão através da decoradora Michele Elídio, surpresa especial do ateliê Sabor e Arte Doceria by Aline Pazoti, presente da loja Maria Clara Boutique e um jantar romântico oferecido pelo Restaurante Varanda. A Gazeta também é parceira da iniciativa.
Alessandra contou como foi ganhar esse prêmio junto com Marcos. “Nossa, quando o Angelino me avisou que tínhamos ganhado, demorou para acreditar que em meio a tantas histórias, a nossa tinha sido a selecionada. Ficamos super felizes por sermos os ganhadores”, disse. “O ensaio foi muito gostoso e divertido, o Angelino nos deixou bem descontraídos. Foi tudo maravilhoso, por fazer as fotos, por conhecer o Casarão São Bento que a gente não conhecia também, foi muito lindo”, comentou.
“Tudo foi perfeito, desde o momento que a gente soube que tínhamos sido selecionados, os presentes que ganhamos de todos os parceiros envolvidos. Nossa o jantar foi maravilhoso, fomos super bem atendidos e a comida estava ótima. Simplesmente foi tudo perfeito, desde o atendimento até a comida, nós amamos”, completou.
Por fim, ela agradeceu aos parceiros da promoção por todo tratamento que recebeu. “Cada detalhe que escolhemos, cada patrocinador que nos presenteou, só temos que agradecer de coração por nos proporcionar esses dias e sentimentos tão gostosos que nós sentimos. Muito obrigada de coração”, finalizou.

Angelino
Responsável pela campanha, o fotógrafo Angelino Júnior contou à Gazeta que o que motivou a promoção foi a ideia de celebrar o amor. “Se trata de uma data muito especial, com casais celebrando o amor e união. Resolvi propor aos casais que estivessem interessados, que enviassem sua história real. Junto com parceiros, as histórias foram analisadas e escolhemos a mais tocante em diversos termos, como superação, lutas, vitórias. Com um sempre ajudando o outro, sempre colaborando para uma vida melhor, enfrenando os obstáculos do dia a dia”, disse.
Mais de 40 casais aderiram à proposta e contaram suas histórias de amor. “Foi muito positivo. Acabamos conhecendo histórias incríveis, que realmente nos marcou muito. Foi muito emocionante ler cada uma delas e foi difícil separar até uma escolha final”, contou. Angelino ainda agradeceu aos parceiros que participaram da promoção e também a todos os casais que enviaram seus relatos e finalizou desejando a todos um feliz dia dos namorados.

Amor que superou muitas dificuldades ao longo dos anos

Casal já superou momentos difíceis e segue unido. Foto: Angelino Jr.

A história do casal foi contada e escrita por Alessandra. Tudo começou em 2010 quando ela acompanhou sua avó na casa de uma prima para pegar um documento. O papel sumiu e mesmo após muita procura, ninguém o achava. Foi então que chamaram Marcos, filho deles para ajudar a procurar e quando ele saiu do quarto, o casal trocou os primeiros olhares. “Senti algo diferente, sem explicação, algo muito forte”, disse.
Eles conversaram um pouco e Alessandra foi para casa, abriu sua rede social Orkut e mandou solicitação de amizade para Marcos. Ele logo aceitou e o casal passou a conversar pelas redes sociais. “Depois trocamos nossos números de celular e conversávamos bastante; De madrugada, quando escutava o barulho do meu celular, era ele enviando créditos para continuar a conversar com ele”, relembrou.
Um dia, eles marcaram de se encontrar pessoalmente, mas tudo deu errado. Ela contou que deu uma forte ventania na cidade, com areia para todo lado e eles desistiram de se ver. Porém, no dia 27 de novembro de 2010, Alessandra foi por perto de onde ele trabalhava pra encontrá-lo. “Nesse dia conversamos muito e nos conhecemos melhor. Demos ali o nosso primeiro beijo e foi maravilhoso. Ele era carinhoso e cuidadoso comigo. Continuamos nos encontrando às escondidas até dia 1º de maio de 2011, que foi quando assumimos o nosso namoro para a nossa família e passamos a namorar em casa”, contou ela.
Em setembro de 2012, eles ficaram noivos e já pensavam em casar. Em dezembro do mesmo ano, antes de marcar a data do casamento, já estavam escolhendo as roupas, alugando o terno e o vestido de noiva. “Tudo estava indo como planejado, marcamos a data do casamento para o dia 27 de julho de 2013 e estávamos muito ansiosos para o grande dia. Mas como nem tudo é um mar de rosas, algo inesperado aconteceu. Na empresa que eu estava trabalhando, houve um acidente, onde acabei inalando veneno, dos dois tipos mais perigosos”, comentou.
Ela relatou que tinha muita dificuldade em respirar, principalmente durante as refeições. Em consulta com médicos de Vargem e de São João da Boa Vista, eles entraram com medicamentos, mas avisaram sua mãe que o caso era bem delicado e que teria o risco até de Alessandra não sobreviver.
“Então o casamento estava marcado e eu nem sabia se iria estar viva até o nosso grande dia. Meu noivo na época ficou sempre do meu lado, apoiando dando forças para seguir com os preparativos do casamento. Como gastei muito dinheiro no tratamento, o nosso casamento foi tudo simples, desde o enfeite ao jantar apenas para os padrinhos, mas foi tudo perfeito. Ele estava muito lindo me esperando no altar, com toda nossa família e amigos juntos nesse momento tão especial para a gente. Esse ano já vamos fazer 11 anos juntos, sendo 8 de casados, passando por altos e baixos, mas sempre unidos”, disse. Ano passado, o casal recebeu a melhor notícia de suas vidas: estavam esperando o primeiro filho. “Estávamos tão contentes e ansiosos para a chegada do nosso príncipe, mas em maio do ano passado toda essa alegria se transformou em uma grande e dolorosa dor. A médica do meu pré-natal ficou em dúvida sobre o batimento do bebê, onde pediu um ultrassom. Nele acabou constatando que nosso bebê estava sem batimento, ele estava morto”, relatou.
Não se sabe se foi algo no coração do bebê ou se o motivo foi um susto que levou de uma cobra que apareceu dentro de sua casa, pronta para lhe dar o bote. Nesse dia, Alessandra contou que foi sua cachorrinha que salvou a sua vida. “Eu estava grávida de 5 meses quando descobri que o bebê estava morto, sofremos muito e quase entramos em depressão. Mas em momento algum abandonamos um ao outro, estamos mais juntos do que nunca e cada dia mais eu tenho a certeza que eu o amo demais e que foi ele a melhor escolha que eu fiz em toda a minha vida. Somos para sempre eternos namorados”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui