Melhorias estão sendo feitas na sede Tiro de Guerra de Vargem

Pátio de formatura foi asfaltado pela prefeitura

A sede do Tiro de Guerra 02-092 de Vargem Grande do Sul, junto ao Recinto de Exposições Christiano Dutra do Nascimento, está passando por algumas melhorias desde o mês de março deste ano. O 1º sargento Bruno de Paula Prates, do Exército Brasileiro, comandante do TG, comentou com a Gazeta de Vargem Grande sobre as intervenções realizadas pelos atiradores.
Entre as melhorias que estão sendo realizadas no local, houve a doação de refletores pelas empresas Fuzil, Relíquia e Fortini e Rocha. Os refletores foram instalados pela prefeitura.
A administração municipal também asfaltou o Pátio de Formatura e contratou serviços de dedetização e limpeza das caixas d’água do local. Além disso, houve a reforma do Espaço Cultural, Reserva de Armamento, Sala de Instrução e base mastro da bandeira com material de pintura doados pelas empresas Grampac, Ebara, Multilar e Posto São Joaquim.
O sargento Prates comentou que no final do ano visitou algumas empresas para solicitar material para a pintura do Tiro de Guerra, sendo apoiado com tintas pela Grampac, Ebara e Posto São Joaquim. A empresa Multilar também ajudou com os materiais para pintura.
No entanto, o sargento ressaltou que ainda falta muita coisa e estão buscando alternativas para conseguirem realizar as melhorias necessárias, inclusive fazendo a pintura com os próprios atiradores. “Nós começamos as reformas das salas esse ano, pois conseguimos algumas latas de tinta no final do ano passado. Estamos indo com o que temos e assim, conseguimos reformar o Espaço Cultural, a Sala de Armamento e agora estamos fazendo a Sala de Instrução”, disse.
Prates pontuou que algumas vezes, tem usado recursos próprios. “Estamos fazendo uma parede camuflada e acabei contribuindo para conseguirmos finalizar, pois na parte de pintura, estamos contando com a ajuda financeira minha e dessas empresas apoiadoras, além da mão de obra dos atiradores”, informou.
Ele ressaltou que falta fazer uma pintura externa de todo o Tiro de Guerra e interna também em alguns locais. “Algumas instalações internas estão muito ruins como o vestiário e falta asfaltar ou concretar a parte da retaguarda do TG”, pontuou.
O chefe de instrução do Tiro de Guerra contou que fez um orçamento geral recentemente e conversou com o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), pois está prevista uma visita do general, o Comandante da Segunda Região, à cidade. “Então fiz esse orçamento geral e estamos aguardando finalização para falar com o prefeito. Se ele autorizar, faremos uma obra maior, mas ainda estamos aguardando”, disse.

Cozinha
A prioridade, contudo, é fazer uma cozinha, que o Tiro de Guerra não possui. “A cozinha é primordial, pois fazemos alimento de forma improvisada, tanto que pedi o auto de vistoria do Bombeiro para funcionamento e estamos correndo atrás disso para fazer a instalação do gás padrão e a cobertura do gás no lado de fora com segurança, então ainda está em andamento”, comentou.
Prates informou que a prefeitura tem apoiado em diversas áreas, principalmente na parte de aquisição de material. “Um bicicletário que pedimos está sendo confeccionado, uma máquina lava-jato para fazer manutenção, onde a prefeitura cedeu uma mangueira de 50 metros, uma extensão de 50 metros e comprou a máquina”, pontuou.
“A prefeitura apoiou também com os quadros ilustrativos que colocamos para obter mais informações, a dedetização que foi realizada em todo o TG, o restante do asfaltamento do pátio de formatura e o cadeado tetra para colocarmos na Reserva de Armamento, que é caro, mas é bem seguro”, completou.

Atiradores pintaram salas do TG com tintas doadas por empresas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui