Deputado Samuel Moreira recebeu Título de Cidadão Vargengrandense

Samuel Moreira é deputado federal

Uma solenidade especial aconteceu na Câmara Municipal, na sexta-feira, dia 4, para entregar a honraria do Título de Cidadão Vargengrandense ao deputado federal Samuel Moreira (PSDB).
Na ocasião, estiveram presentes o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), o presidente da Câmara, Paulinho da Prefeitura (PSB), os vereadores Danutta Rosseto (Republicanos), Serginho da Farmácia (PSDB), Célio Santa Maria (PSB) e Canarinho (PSDB). Também estiveram presentes Juliano Scacabarozi, diretor Econômico e do Trabalho, Fábio Costa, diretor de Convênios, Moacir Rosseto, diretor Financeiro, e Márcia Iared, diretora da Cultura, o assessor jurídico da Câmara, Valter Luiz de Mello, Vanderlei Borges de Carvalho, ex-prefeito de São João da Boa Vista, Tite, vereador e presidente do PSDB de São João, e Guilherme Gomes, vereador de Mococa, e Patrícia, ex-vereadora de São João e diretora do DRS, Dijalma, ex-prefeito de Águas da Prata e assessor do deputado, e padre Celso.
O presidente da Câmara agradeceu a presença das autoridades, público e familiares e amigos do homenageado que estiveram presentes. “É uma honra ter a oportunidade de prestar essa homenagem a essa pessoa querida e valorosa, possuidora de um extenso currículo de serviço prestado em prol de Vargem, região e Estado de São Paulo”, disse.

Apoio
O vereador Serginho fez uso da palavra e cumprimentou todos os presentes. “Fico muito feliz que vocês estejam aqui hoje para falar do deputado, que há cinco anos veio para Vargem. Desde o início eu fiquei muito feliz com a presença do nosso deputado, pois eu sou vereador desde 1988 e jamais encontrei um deputado que desse uma apoio para vereador como você deu. Eu vou falar aqui como o Paulinho, o presidente da Câmara fala: nós temos que estender o tapete vermelho para deputados que ajudam Vargem. Porque temos deputados que vem aqui, leva voto e sequer manda uma verba”, disse. “Antigamente não se via falar o deputado arrumou verba para vereador para município, era só deputado e prefeito. Hoje não, os vereadores têm corrido muito atrás de deputado, têm conseguido muitas verbas, então a gente fica feliz”, disse Serginho, autor da indicação da homenagem.
O vereador ressaltou que, nesses quatro anos, o deputado mandou muitas verbas, sendo em 2020, um recurso de R$ 500 mil para custeio, em 2021, um de R$ 250 mil para recape nas ruas Floriano Peixoto, Capitão Gabriel Mesquita, Primeiro de Maio, Bernardo Garcia, Santana e outras.
Ele comentou que também em 2021, ele mandou R$ 400 mil para um caminhão pipa que está em licitação e R$ 297 mil para a Rua Prudente de Morais. “Que é uma rua que não é de hoje que os moradores têm pedido melhoria, é uma rua que tem uma péssima drenagem e graças a Deus, o deputado fez essa emenda e só falta a liberação de verba para acabar de fazer o serviço”, disse.
Conforme relembrou, o deputado também enviou uma verba de R$ 300 mil para o Fundo e destinou uma verba de R$ 300 mil semana passada, na qual o vereador Serginho e o prefeito Amarildo conseguiram, juntos, revertê-la ao Hospital de Caridade. “Então eu quero fazer o meu agradecimento, deputado, de coração, em nome da população de Vargem Grande do Sul, muito obrigado pelo serviço nesse mandato, você pode ter certeza, pode contar comigo e muitas pessoas aqui vão dar um apoio muito grande a você”, finalizou.

O trabalho
O prefeito de Vargem também cumprimentou todos os presentes e falou sobre o trabalho realizado pelo deputado Samuel ao longo dos anos, pontuando que o parlamentar não está recebendo a homenagem por recursos, mas por aquilo que ele representa. “O deputado foi parlamentar quatro oportunidades, sendo duas vezes estadual e duas vezes federal, Chefe da Casa Civil, prefeito duas vezes. O Samuel é aquela pessoa que quando você, prefeito, vai expor algum problema da cidade, ele já sabe exatamente qual o problema que o prefeito tem, aí fica fácil você falar com o Samuel. É uma pessoa realmente que eu aprendi a admirar pelos valores que ele tem”, disse.
“E com todo esse currículo que Samuel tem, esse acúmulo de conhecimento, foi dado para ele algumas missões, uma delas inclusive foi ser relator da Previdência, o que é complicado, mas ele fez um trabalho excepcional. Se tem pessoas recebendo hoje, como eu, que me aposentei e recebo hoje R$ 3.500 da Previdência, se estamos recebendo foi graças ao trabalho que ele fez”, disse.
O prefeito parabenizou o deputado e ressaltou todo o merecimento de recebimento da honraria. “Parabenizar você e a minha admiração a você, porque eu sempre digo lá na prefeitura que quando você tem uma missão difícil, dá para aquela pessoa que tem capacidade e você tem esse atributos exatamente desse tipo de pessoa”, comentou. “Não está recebendo este título pelos recursos que ele trouxe, mas pelas decisões que ele toma para melhorar a vida da sofrida população brasileira. Então, Samuel, pelo conjunto de trabalho que você realiza, pelo político que você é, que desenvolve uma política com P maiúsculo, eu me orgulho de ter você como deputado federal”, finalizou.

Homenagens
O Título de Cidadão Vargengrandense foi entregue ao deputado pelo presidente da Câmara Paulinho, vereadores Serginho e Canarinho, e prefeito Amarildo. Além da honraria, a vereadora Danutta e o prefeito entregaram ao deputado uma porção da terra vargengrandense, para que ele se sinta sempre próximo a Vargem, que já o acolhe hoje como cidadão e mais novo conterrâneo. Em seguida, Ângela, esposa do vereador Serginho e Roseli, representando todos os colaboradores da prefeitura, entregaram uma cesta de lembranças ao deputado.
A diretora da Cultura, Márcia Iared, apresentou a bandeira ao deputado. “Esta é a nossa bandeira. Nos símbolos do seu brasão, temos as nossas riquezas: o fuso de Santana, os nossos rios, nossa serra, a nossa produção. Mas estou aqui para mostrar ao senhor, o mais novo vargengrandense, o que está escrito em nossa bandeira, que é Ergo Possum, ou seja, ‘eu também posso’, que mostra a força do povo de Vargem. E com o senhor agora vargengrandense, com certeza poderemos muito mais”, ressaltou.

Deputado afirmou que título aumenta responsabilidade
Na tribuna, o deputado fez uso da palavra e agradeceu a homenagem. “Eu tenho uma visão de homenagens um pouco diferente. Eu recebo o Título com a maior gratidão do mundo, podem ter certeza que eu estou muito feliz e isso aumenta bastante a minha responsabilidade. Porém, eu acho que político faz por obrigação, não deve receber homenagens na medida que faz, nada mais, nada menos que sua obrigação. É uma obrigação nossa”, disse.
“Uma vez disse ao Serginho e ele disse que era uma surpresa, mas eu disse que somos recebidos com carinho, nos dão até lugar para dormir. Recebemos alimento, comemos o dia inteiro, as pessoas estão o tempo todo nos servindo por onde passamos, nos dão voto de confiança. Tudo o que fazemos é com o dinheiro de impostos, não é dádiva nenhuma, fazemos também porque as pessoas nos procuram, não cai do céu, não é uma invenção da cabeça da gente, é porque os vereadores e prefeitos nos procuram, vão nos pedindo, estabelecem as prioridades e lutamos com o dinheiro dos impostos das pessoas que pagam os impostos”, completou.
“Eu recebo com muita gratidão, mas vou continuar trabalhando do mesmo jeito, com a mesma intensidade, as mesmas relações, as vezes até vão aumentar em função dessa relação que estamos tendo hoje, conhecendo outras pessoas”, falou. “Mas queria falar um pouco desse título nesses termos, contem comigo, vamos continuar o trabalho, fico feliz de receber o título, fico grato, vou honrá-lo, renovo o meu compromisso e também, lógico, se tiver que ser reconhecido um dia, ser pelo o que eu penso, não só pelos recursos, mas acho que a política é uma atividade que está muito desgastada”, complementou.

A política
“Vejo as pessoas aqui e, em uma tarde como essa, se eu puder contribuir a vocês sobre o que eu penso da política, eu acho que a política é uma atividade insubstituível, muitos querem jogá-la no lixo, não querem falar mais sobre, porque é uma mistura entre a classe política e a atividade política. A classe política tem gente boa e gente ruim, como em todas as outras classes, vamos encontrar médicos bons e médicos ruins. Mas a atividade política é insubstituível, não vamos conseguir viver sem, pelo menos coletivamente, ela é de séculos, vai ter sempre um prefeito, um vereador, um deputado, um governador, um presidente”, pontuou.
“Então refletindo um pouco sobre isso, vale a pena, principalmente nesse ambiente que estamos vivendo onde o meio político está muito complexo. A reflexão acaba invariavelmente em discussões, intolerância, agressões, xingamentos e às vezes as pessoas estão desejando para o outro aquilo que não quer para si”, disse.
Para ele, a política ficou uma atividade difícil e mais difícil ainda para o povo de compreender, porque as brigas que se apresentam hoje são insuperáveis, com o Ministro do Supremo e Presidente da República brigando e xingando pela imprensa. “Isso tem preço, pois gera um ambiente de incerteza e inseguro e, assim, em uma cidade que tem uma crise política institucional, as pessoas não investem, elas param e esperam o que vai acontecer e vão correr atrás de uma moeda mais forte, o dólar, o que sobe a inflação, pois a maioria dos produtos que consumimos estão cotadas em dólar, como petróleo, fertilizantes, alimentos, remédios”, disse.
“E a hora que a inflação sobe, quem paga é o pobre, que é a maioria, pois quem ganha um salário mínimo só tem dinheiro para a comida e encher o tanque da moto, não tem dinheiro para nada. A inflação vai corroendo o pequeno salário que ele já ganha e para controlar a inflação, o governo fica com medo e aumenta os juros, onde há um ano atrás era 2% e hoje é 12%”, ressaltou.
Ele ressaltou que também estava na Câmara para renovar o seu compromisso com a cidade, mas o mais importante é que por mais que todos façam pela cidade, os problemas nacionais recaem sobre todos. “Por mais que vocês, vereadores e prefeito, estejam fazendo pela cidade, pois eu vejo a luta de vocês, por mais que as coisas andem bem, o peso dos problemas nacionais caem sobre nós, o desemprego, a inflação, todos nós passamos isso dentro da cidade, o preço das coisas. Então nós temos que fazer a nossa parte, vamos continuar lutando e refletindo sobre o futuro do país, não podemos jogar a toalha, podemos não saber o que vai acontecer, mas precisamos continuar fazendo nossa parte”, pontuou.

Ele recebeu título em solenidade realizada na Câmara
Além da honraria, ele recebeu lembranças do município. Fotos: Reportagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui