Luísa Ranzani é bronze no Pan-Americano de Taekwondo; Eduardo Idesti fica em 4º

Luísa e Eduardo representaram o Brasil no torneio. Fotos: Arquivo Pessoal

Vargem Grande do Sul fez bonito no Campeonato Pan-Americano de Taekwondo, disputado nos dias 29 e 30 de junho, na Costa Rica. Os atletas vargengrandenses Luísa Ranzani e Eduardo Idesti, integrantes da Seleção Brasileira, representaram a cidade e o país no torneio, garantindo bons resultados. Luísa faturou a medalha de bronze e Eduardo ficou na quarta colocação.
Com dois atletas de Vargem entre os quatro melhores em sua categoria no Pan-Americano, Ricardo Ramos, treinador de Luísa e Eduardo, destacou a importância do desempenho de Luísa e Eduardo. “É uma conquista muito grande para nós e para nossa cidade”, afirmou. “Estamos orgulhosos desses meninos por toda busca e determinação e muita persistência. E só de estarem representando nossa nação em um grande evento internacional, de um nível muito alto, mostra que somos capazes de chegar muito mais além”, comentou, elogiando também toda a delegação brasileira no torneio.
“Esses resultados representam muito para a gente. Anos de trabalho para chegar até esse momento, muita busca diária e correção, deixando de estar com a família para estar se dedicando para esse grande feito”, avaliou Rick, lembrando que os atletas ainda terão novos desafios.
Em agosto e setembro serão duas etapas classificatórias para a Copa do Brasil, em setembro também serão disputados o Pan Séries III, evento internacional em território nacional. “Estamos trabalhando diariamente para cada evento chegarmos ao nosso objetivo”, afirmou.
“Queria agradecer a todos pela torcida e a todos os patrocinadores que fizeram a diferença para esses jovens representar nossa cidade e nosso país. Todos os profissionais que estão do nosso lado, sempre ajudando e pensando no melhor dos atletas. Juntos somos mais fortes”, disse Rick.

Luísa
Defendendo a Seleção Brasileira na categoria Júnior, Luísa Gregório Ranzani Avanzi, 16 anos, que conquistou a medalha de bronze no Pan-Americano, falou à Gazeta sobre sua preparação para o torneio. “Bastante trabalho nos treinos tanto físico quanto técnico e tático, junto com acompanhamento nutricional e psicológico para o melhor desempenho possível”, explicou.
A participação da atleta foi no dia 30 de junho. “Conquistei o bronze após vencer as quartas de finais contra a atleta da Nicarágua e perdendo a semifinal para a atleta do Canadá”, disse. Ela ainda avaliou seu desempenho no torneio. “Fiquei muito feliz pelo meu desempenho e por ter chegado onde cheguei, me sentindo orgulhosa por ter tido a oportunidade de carregar a bandeira do nosso país. Mas com certeza esse não foi o resultado esperado, por isso, os detalhes serão corrigidos daqui pra frente”, comentou.
Em 2022, Luísa ainda terá torneios a competir. “Vou disputar os jogos regionais pelo município, Copa São Paulo, visando a Copa do Brasil, jogos nacionais estudantis, Pan Americano Series, e Argentina Open”, informou. Com a delegação nacional, a atleta não possui mais eventos, mas ela segue outros objetivos. “Meu compromisso desse ano como integrante da seleção era apenas o Campeonato Pan-Americano, mas buscarei ainda esse ano a vaga na Seleção brasileira estudantil, visando o mundial escolar”, afirmou.

Eduardo
Eduardo Idesti, 16 anos, integrante da Seleção Brasileira, também detalhou a Gazeta sobre sua rotina de treinamento visando o torneio. “Foi uma preparação muito trabalhosa, sem tempo pra feriados e domingos, só treino. Um pouco rígido em questão da alimentação, onde tive que abrir mão de alguns alimentos”, comentou.
No Pan-Americano, Eduardo lutou na quinta feira, dia 30, ganhando a primeira luta contra um atleta de Porto Rico com diferença de pontos nos dois rounds. “E infelizmente perdi as quartas de final para o atleta dos Estados Unidos, que era muito bom”, disse. “Avaliando minha participação no evento, acho que fui muito bem. Eu sei que dei meu melhor, lutei até o final e saio de cabeça erguida. Sei que dá pra melhorar e vamos embora, sem tempo pra lamentar”, afirmou, lembrando que a próxima competição que participa será em setembro.

Luísa subiu ao pódio para receber a medalha de bronze. Foto: Arquivo Pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui