Acusados do assassinato de dona Angelina são presos

Na segunda-feira, dia 24, os três últimos suspeitos do homicídio do dia 13, que estavam foragidos, foram apreendidos em ação conjunta da Polícia Militar e da Polícia Civil na Vila Santa Terezinha. O crime levou à morte de Angelina Maria Almeida Maria, de 66 anos, chocou a cidade e pode ter sido motivado por vingança.
Por volta das 5h45 de segunda-feira, dia 24, o delegado de Polícia Civil Eduardo Hiago Dutra Oliveira acionou a Polícia Militar para prestar apoio junto com a equipe de investigadores, a fim de localizar Iran Argemiro Aparecido de Queiroz, João Paulo Ribeiro e João Gabriel dos Santos.
Contra o trio, havia um mandado de prisão temporária pendente, sendo de conhecimento das equipes que ambos estavam foragidos devido ao envolvimento no crime de homicídio qualificado e homicídio qualificado tentado, ocorridos no dia 13.
O Setor de Investigação recebeu a informação de que estariam escondidos na residência de um rapaz chamado de Goes, sendo conhecido nos meios policiais pelo tráfico de drogas.
As equipes foram ao local e o morador autorizou a entrada, confirmando que João Paulo e João Gabriel estavam em um quarto, onde também foi encontrada grande quantidade de droga, sendo três tijolos, dois pedaços e 23 porções de maconha, 879 pinos de cocaína e mais 4.056 eppendorfs vazios, além de dois celulares e apetrechos para venda de drogas. Foram localizados ainda dois sacos com uma substância de pó branco.
Os procurados disseram que as drogas eram dos três que estavam na casa e o morador permaneceu em silêncio.
O trio recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Durante a prisão, chegou ao conhecimento das equipes policiais que Iran estaria escondido em uma casa no bairro Santo Expedito.
Os policiais foram no local e o morador confessou que estava abrigando o procurado. Ele foi encontrado em um dos quartos e, em vistoria, os policiais encontraram R$ 1.109 em cédulas diversas.
Ele foi conduzido à viatura junto com o morador que recebeu voz de prisão pelo crime de favorecimento pessoal. Diante dos fatos, os rapazes foram apresentados no Plantão Policial, sendo ratificada a voz de prisão pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico a João Paulo, Francisco e João Gabriel. Também foi dado cumprimento aos mandados de prisão temporária a João Paulo, Iran e João Gabriel. Eles permaneceram presos à disposição da Justiça e o morador que abrigava Iran foi liberado após prestar esclarecimentos, sendo lavrado um termo circunstanciado de ocorrência.

O crime
O homicídio aconteceu no dia 13, por volta das 18h45, na Rua Francisco Álvares Florence, na Cohab 6. Entre as vítimas, estavam Angelina Maria Almeida Maria, de 66 anos, que infelizmente não resistiu, um menor de 11 anos, Maurício Henrique Almeida Maria, de 24 anos, Leonardo Batissoco, de 23 anos, e um cachorro.
Segundo a polícia, uma das vítimas baleadas teria se envolvido em caso de lesão corporal com uso de faca, no ano passado, contra um dos envolvidos no tiroteio, o que supostamente teria levado a uma vingança contra a família de dona Angelina.
Cinco homens participaram do crime em um saveiro de cor branca, sendo Valdecir Aparecido Queiroz, de 54 anos, conhecido como Nenê Queiroz como motorista, Iran Argemiro Aparecido de Queiroz no banco do passageiro e três rapazes na caçamba, sendo João Gabriel Santos, João Paulo Ribeiro e um menor de 16 anos. Eles passaram atirando contra os moradores da residência, acabando por acertar fatalmente dona Angelina e ferindo outros moradores.
No dia do homicídio, Valdecir, de 54 anos, natural de Divinolândia e morador da Cohab 6, foi preso. Alguns dias depois, o menor, de 16 anos, também foi apreendido. Na última segunda-feira, dia 24, os outros três procurados foram encontrados durante a ação da Polícia Militar e da Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui