Rejeição recorde

0
758

O Instituto de Pesquisa Datafolha divulgou nesta semana um índice preocupante. Segundo os dados levantados, o índice de rejeição dos senadores e deputados federais é de 60%, conforme o divulgado na última quarta-feira, dia 6.
Apenas 5% dos entrevistados aprovam o desempenho das Casas. Com 60% de avaliação entre ruim e péssimo, este índice foi pior que os 56% registrados em 1993, quando houve o escândalo dos Anões do Orçamento.
Esse dados são emblemáticos, especialmente pelo fato que muitos desses deputados e senadores deverão buscar a reeleição em outubro do ano que vem.
Mais do que se lembrar em quem votou nas últimas eleições, o eleitor deve ficar atento à maneira como seu deputado ou futuro candidato tem se comportado neste cenário tão complicado da política nacional.
Especialmente nestes meses em que votações importantíssimas foram e ainda estão sendo conduzidas no Congresso. Como o deputado votou na Reforma Trabalhista? Ele foi a favor ou contra a apuração imediata das denúncias com relação ao presidente Temer? Como ele se posiciona sobre a Reforma Previdenciária, que deve entrar em pauta em breve? É preciso estar sempre vigilante para nas urnas não desperdiçar votos em quem nada acrescenta na melhoria da vida da população.
E mais do que estar atento ao Congresso, é preciso estar que o eleitor vargengrandense esteja atento à Câmara Municipal, acompanhar de perto o trabalho de seu vereador, analisar se ele tem correspondido ao seu voto, se tem brigado pelo bem comum, se está fazendo parte da velha política do “toma lá, dá cá”. Avaliar um político é fundamental. É preciso saber de fato, o que eles estão fazendo pela sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui