Rede de Supermercados Ideal inaugura posto de distribuição

0
850
Novo empreendimento foi inaugurado na quarta-feira. Foto: Reportagem

A empresa Martins & Malagutti Ltda, do ramo de comercialização e distribuição de alimentos, iniciou suas atividades nesta semana, no Distrito Industrial José Aparecido da Fonseca – Tota.

Os sócios-proprietários do empreendimento, seus familiares, colaboradores, além do prefeito Amarildo Duzzi Moraes (PSDB), do diretor de Desenvolvimento Econômico, Tadeu Fernando Ligabue, e os vereadores Laércio Anacleto (PPS), Fernando Corretor (PRB), Guilherme Nicolau (MDB), Canarinho (PSDB), Paulinho da Prefeitura (PSB) e Serginho da Farmácia (PSDB) estiveram no barracão da empresa na última quarta-feira, dia 1º de agosto, quando houve uma pequena confraternização para celebrar a ocasião, que contou ainda com as bênçãos do padre Paulo Valim.

Durante a inauguração, o sócio do empreendimento, Mário Lúcio Malaguti agradeceu à família, aos sócios e funcionários pela realização de mais uma etapa da empresa. Agradeceu à prefeitura e aos vereadores que aprovaram o projeto sobre a concessão do terreno.

O prefeito Amarildo observou que entre tantas cidades que o grupo poderia investir, escolheu Vargem, onde vai gerar 11 empregos diretos e também contribuir com a arrecadação de impostos. Observou ainda que a viabilização do projeto foi possível pelo empenho do diretor de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Tadeu Ligabue que contribuiu na elaboração de uma lei que tornassem a transferência do imóvel possível, e aos vereadores que aprovaram a proposta. Desejou sorte e bom trabalho a todos da empresa.

O diretor Tadeu lembrou que havia um impasse grande com algumas empresas que receberam terrenos no Distrito Industrial, mas com a crise que envolveu o Brasil nos últimos anos, não puderam dar prosseguimento aos seus projetos. “O caso específico da New Flex, onde o antigo proprietário investiu mais de R$ um milhão e estava há mais de um ano praticamente parado, sem gerar empregos e desenvolvimento. Procuramos através de uma lei, evitar uma longa discussão na Justiça, onde todos perderiam. Buscamos o consenso, a negociação onde todos se beneficiaram. A empresa que construiu e teve seu investimento de volta, os novos proprietários que vão gerar empregos e impostos para o município e a prefeitura que cumpre seu papel social, dando uma boa finalidade ao dinheiro público lá investido”, disse o diretor.

Afirmou que tudo foi feito às claras, com publicidade conforme determina a lei, com edital publicado no jornal de circulação local e também no jornal Oficial do Município e que teve a aprovação de todos os vereadores. Disse que mais uma empresa já utilizou da lei que permite o ressarcimento, como a Naliati & Prudente Laticínios que foi adquirida pela Cerealista Felgran e vai gerar mais de dez empregos quando as obras estiverem prontas e que outros dois empreendimentos que também estavam parados, a Agro Beloni Comercial Ltda e a Wagner Degrande Ritel Hortifrutigraneiros ME estão em fase de estudos para se enquadrarem na mesma lei, o que deve gerar cerca de vinte novos empregos quando os projetos forem aprovados.

Ao final, o padre Paulo Valim fez uma oração e uma bênção ao novo empreendimento.

Histórico

A lei que permitiu que a o barracão e a área da Newflex pudessem ser repassadas à Martins & Malagutti Ltda, foi aprovada em dezembro de 2017 pela Câmara, por unanimidade. A Newflex, de Rui Barbosa de Carvalho e Filho Ltda, voltada para a produção de cadeiras ergonômicas foi uma das primeiras a se estabelecer no novo distrito de Vargem Grande do Sul e construiu um grande barracão visando atender a demanda. Com a crise que o país mergulhou, os planos de expansão tiveram de ser repensados e a empresa não conseguiu gerar os empregos necessários à sua proposta quando foi contemplada com quatro lotes no distrito industrial.

Paralisada desde então, com investimentos de mais de R$ 1 milhão na construção do galpão industrial, a administração do prefeito Amarildo enviou uma lei que foi aprovada pelos vereadores, permitindo que outra empresa, desde que aprovada pela Comissão de Desenvolvimento Industrial (CDI), pudesse ressarcir a Newflex dos investimentos e dar prosseguimento à geração de empregos no Distrito Industrial.

Após toda a tramitação legal, a empresa Malagutti & Martins Ltda, proprietária da rede de supermercados Ideal, se interessou pelo negócio e uma vez aprovada pela CDI e na sequência, pela Câmara, pode instalar no barracão um Centro de Distribuição e Comércio Atacadista de Mercadorias em Geral.

Felgran

Em março deste ano, a Câmara aprovou a doação de dois terrenos do Distrito à empresa Cerealista Felgran Ltda. Os lotes foram doados em setembro de 2013 à empresa Naliati & Prudente Laticínios Ltda. para atuar no ramo de laticínio, pasteurização e empacotamento de leite (Puro da Fazenda). No entanto, a crise também prejudicou os planos da empresa, que não conseguiu atender as contrapartidas necessárias. Com a aprovação da lei que permite o recebimento do que o empresário gastou junto aos lotes que recebeu por um novo proponente, os proprietários do laticínio que haviam iniciado a construção de um prédio, resolveram devolver os lotes ao município e receberem o que gastou da nova empresa, no caso, a Felgran, conforme a lei.

Também como no caso da New Flex, foi dada divulgação através da publicação de editais, que a Naliati & Prudente Laticínios Ltda. estava devolvendo os lotes para o município e se alguém tivesse interesse em restituir o que ela gastou, desde que aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Industrial (CDI), o negócio poderia ser realizado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui