População deve pedir a troca de lâmpadas queimadas nos postes

0
493
População deve pedir a troca de lâmpadas queimadas nos postes. Foto: Arquivo Gazeta

É grande o número de postes de iluminação que estão com lâmpadas queimadas em todos os bairros da cidade. A situação é preocupante devido a falta de segurança que oferece e, diante da situação a Prefeitura pede aos moradores que solicitem a troca de lâmpadas queimadas ou danificadas junto à Elektro. O serviço é feito gratuitamente.

A ligação deve ser feita para o número 0800 701 0102. O atendimento é eletrônico e será preciso digitar o código do consumidor que consta na conta de energia para registrar o pedido de troca de lâmpadas, informando o nome da rua. O morador deve anotar o número do protocolo de atendimento.

Depois de registrar a solicitação, caso não seja realizado o serviço dentro do prazo estabelecido pela Elektro, é preciso que o contribuinte procure o Procon munido dos documentos pessoais, conta de energia e número do protocolo de atendimento junto com a data da solicitação. O Procon fica no pátio da Prefeitura e funciona de segunda a quinta das 13 às 16h30.

Segurança

Segundo o comandante da Polícia Militar de Vargem, sargento Marco Antônio Lasmar, são inúmeras as importâncias da iluminação pública para a cidade. “Além de ser de extrema necessidade para o bem estar da população, contribui e muito para maior segurança e redução da criminalidade, inibindo que pessoas mal intencionadas aproveitem da escuridão para cometer delitos. Ressalta a característica positiva da cidade, além de permitir que pessoas desfrutem plenamente do espaço público no período noturno”, aponta o sargento.

Para o subcomandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Rogério Bocamino, a iluminação pública ajuda no combate a transgressões da lei. “É uma importante ferramenta, já que quando temos uma área sem iluminação, o local se torna vulnerável a prática de delitos como roubos e furtos e, fatalmente, se torna um local para o uso e tráfico de entorpecentes”, pontuou.  “Um outro problema é que em alguns locais existe a iluminação, mas a arborização realizada sem planejamento fez com que a iluminação fosse coberta e a área se tornasse escura”, observou Rogério.

Um terceiro problema elencado pelo subcomandante da GCM é a sensação de insegurança. “O cidadão que necessita passar por esses locais, se sente inseguro, já que um grande problema que temos na segurança são roubos e furtos relacionados ao uso e tráfico de drogas. Ter áreas sem iluminação na cidade significa criar locais sensíveis para que estes delitos aconteçam. Por exemplo, um bairro mal iluminado vai levar à mais furtos de residências e à maior aglomeração de pessoas que fazem uso de drogas e que cometem delitos para sustentação do mercado de drogas ilícitas”, finalizou Rogério.

População deve pedir a troca de lâmpadas queimadas nos postes. Foto: Arquivo Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui