Ação Social realiza encontro no Dia Internacional do Idoso

0
832
Promotora Maria Carolina, Eva e participantes do encontro. Foto: Prefeitura

Com o tema “Respeitar a pessoa idosa é tratar o próprio futuro com respeito”, o Departamento de Ação Social promoveu encontro em comemoração ao Dia Internacional do Idoso, 1º de outubro. O evento foi organizado pelas equipes do Departamento, CRAS e CREAS com o objetivo de apresentar as políticas públicas de atendimento ao idoso no município, os direitos dos idosos e iniciar discussões para a melhoria deste atendimento.

Fizeram parte da mesa de autoridades, o prefeito Amarildo Duzi Moraes, a promotora de Justiça, curadora do idoso dra. Maria Carolina da Rocha Medrado Soffredi; a representante do Conselho Municipal dos Idosos, Irmã Célia Leandro; a diretora de Ação Social, Eva Vilma da Silva Rodrigues; o vereador Wilson Fermoseli; o representante da Comissão de Idosos da 123ª Subseção da OAB dr. Márcio Aliende Rodrigues. Também presente a primeira dama, Maria Aparecida Teijada de Moraes; Irmã Aparecida da Sociedade Humanitária; a diretora de Cultura, Márcia Aparecida Ribeiro Iared; a conselheira tutelar, Célia Fonseca Anadão.

A diretora Eva Vilma deu as boas vindas a todos, dentre eles, frequentadores dos centros de convivência dos idosos e famílias dos grupos do programa de atendimento, integrantes da rede de serviços da área da saúde, assistência social e Poder Judiciário. “Estamos aqui reunidos neste primeiro encontro, para apresentar o que a rede de serviços oferece ao público idoso e também iniciar discussões acerca das necessidades para que possamos aprimorar este trabalho. Nada melhor do que ouvir aos senhores e senhoras que são os usuários deste atendimento para saber quais suas necessidades para nos planejarmos”, disse. A promotora de Justiça, dra. Maria Carolina, agradeceu o convite feito e parabenizou a todos pela organização do evento.

O prefeito Amarildo cumprimentou a todos da mesa e agradeceu a presença. Falou dos índices de envelhecimento, da necessidade da preparação do país para atendimento da população idosa que vem crescendo. “Agradecemos aqui a presença de todos em especial da dra. Maria Carolina, promotora de Justiça, que desempenha o trabalho com bastante firmeza e dedicação no Poder Judiciário. É muito pouco o que é feito diante dos direitos que têm essas pessoas que tanto contribuíram para o país. Os índices mostram que a população está envelhecendo e é preciso estar preparado para garantir os direitos dessa população”, disse o prefeito.

Logo em seguida a coordenadora do CREAS, Beatriz Marino Simão Taliba Arten fez uma explanação dos serviços socioassistenciais oferecidos na cidade aos idosos, abordando as áreas de saúde, esporte, cultura, assistência social. Em Vargem, de acordo com dados da Fundação SEAD, em 2017 eram 6.473 idosos dos 41 mil habitantes. A coordenadora falou do trabalho do CREAS, que faz atendimento especial para pessoas que já tiveram seus direitos violados. Abordando o tema idoso colocou o trabalho realizado com o acompanhamento de diversas famílias, dando as orientações sobre os direitos dos idosos que se encontram em situação de violação de direitos, além do trabalho em conjunto com a Promotoria Pública. A psicóloga Mara Regina Zan que atua no CRAS, explicou o trabalho de atuação do órgão junto às famílias atendidas para o fortalecimento de vínculos.

Fazendo uso da palavra a promotora de Justiça, dra. Maria Carolina, abordou o Estatuto do Idoso e falou do trabalho da Promotoria para defesa dos direitos da coletividade e também da atuação em casos pontuais. Ressaltou o importante trabalho do CREAS e da rede como um todo. “Temos muito diálogo com a Prefeitura para o desenvolvimento das ações e vemos a dedicação da equipe na realização dos serviços para o município. Quando necessário precisamos usar os mecanismos que temos para garantir os serviços”, destacou. Também falou de casos pontuais quando chegam ao Fórum denúncias de violação de direitos de idosos. “Temos aquele ditado: uma mãe cuida de 10 filhos, mas 10 filhos não cuidam de uma mãe. Atendemos casos pontuais de abandono, maus tratos; pois muitas famílias não atendem sua obrigação de cuidar de seus idosos. A obrigação primeira é da família. Tentamos na base da conversa resolver as situações e na maioria dos casos dá certo, mas quando não dá, utilizamos da força da lei para garantir o direito dos idosos”, explicou.

A promotora parabenizou a organização do evento e agradeceu a presença dos idosos pedindo a participação no planejamento das políticas sociassistenciais voltadas ao público idoso e se colocando à disposição.

A diretora de Cultura, Márcia Iared, pediu a palavra falando do importante momento deste evento. “Estas discussões merecem cada vez mais atenção. E a todos nós, idosos, destaco a importância de viver… De viver bem e viver feliz!”.

Encerrando o evento, a diretora Eva agradeceu a presença de todos. “Obrigada a toda nossa equipe pelo empenho em realizar o evento, a dra. Maria Carolina que nos honrou com sua presença e nos enriqueceu com sua explanação. Ao prefeito Amarildo e a primeira dama Maria pelo apoio no trabalho e a todos que atenderam ao convite e prestigiaram dando sua contribuição neste momento”, disse.

Promotora Maria Carolina, Eva e participantes do encontro. Foto: Prefeitura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui