Furto de gado no Sítio Cidreira deixa produtores em alerta

0
1078
Uma das vacas que foi furtada do Sítio Cidreira
Uma das vacas que foi furtada do Sítio Cidreira

A vida dos produtores rurais de Vargem Grande do Sul não têm sido fácil. A ação de criminosos voltou a assustar e dar prejuízo aos agricultores. Na madrugada da quinta-feira, dia 20, duas vacas leiteiras foram furtadas do Sítio Cidreira, que fica na estrada do Barro Preto.

A propriedade onde há mais de 40 anos mora o casal Isabel e José Luís Andrade, o conhecido Zé Luís Parada, mantém criação de gado de leite. Na última quinta-feira, duas vacas foram levadas do sítio. “Estávamos em casa, uma noite normal, mas eu e meu marido não tivemos sono. Não conseguimos dormir a noite toda. Parecia que estávamos prevendo. Pela manhã, quando fomos fechar as vacas no retiro, faltaram essas duas”, comentou dona Isabel.

Eles então passaram a procurar os animais, quando viram um pedaço cortado da cerca. “Vimos que atravessaram a estrada e uma parte onde tem capim plantado. E perto dos pés de abacate que temos no sítio, percebemos que amarram as vacas por lá, porque percebemos sujeira delas ali. Também encontramos um saco com ração e no caminho que fizeram, tinha ração espalhada. Acreditamos que chamaram elas pela ração”, comentou.

Também encontraram um alicate que possivelmente foi empregado para cortarem a cerca. Além disso, verificaram várias marcas de pegadas e rastros e um veículo, como uma caminhonete leve, que pode ter sido usada para levar as vacas.

Isabel lembrou que de abril de 2018 até esta semana, já foram furtadas cinco vacas na propriedade, o que daria um prejuízo de cerca de R$ 25 mil, isso sem calcular os equipamentos que já foram furtados, pois da primeira vez que furtaram a propriedade, em 2018, os criminosos levaram uma novilha com seu bezerro, além de muitos medicamentos, aparelhos para inseminação artificial, equipamentos de ordenha, entre outros. “A gente fica se sentindo perdida, desanimada, sabe?”, lamentou. Ela também pediu maior apoio do poder público para garantir a segurança dos produtores rurais de Vargem.

Segurança

Uma das soluções apontadas pela produtora rural seria a instalação de câmeras de segurança no início da estrada, na altura do monumento à Aparecida, na partida da Via Crucis instalada no trecho de Vargem Grande do Sul do Caminho da Fé. Neste ponto, seria possível acompanhar a entrada e saída de veículos que percorrem esta região. Na outra ponta da estrada, já há locais com câmeras de propriedades particulares, o que ela avalia, já inibe o trânsito de criminosos por estes trechos. No entanto, ainda não foi providenciada a instalação destes equipamentos.

Foto: Arquivo Pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui