Vizinhança se queixa de acúmulo de recicláveis no Jd. Fortaleza

0
517

O acúmulo de recicláveis na porta da casa de um rapaz que recolhe sucata foi o motivo da reclamação de moradores da Rua Antônio Ribeiro da Silva, no Jardim Fortaleza, à Gazeta de Vargem Grande.
De acordo com a moradora que entrou em contato com o jornal, os vizinhos se queixam dos recicláveis ficarem na rua, uma vez que passou a aparecer animais peçonhentos como cobras, escorpiões e ratos, até mesmo nas casas.
A moradora comentou que além do surgimento desses animais, a vizinhança está com medo da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zica e chicungunya, no local. Segundo ela, os moradores cuidam de seus quintais, mas uma vez que a cidade está em um significativo aumento semanal de casos da doença, após uma chuva, os recicláveis podem acumular água, se tornando criadouros do mosquito.
À Gazeta ela explicou que já comunicaram o caso à prefeitura e aos órgãos responsáveis, como o Departamento de Saúde e a Vigilância Epidemiológica, mas que no entanto, a situação permanece.
A Gazeta de Vargem Grande contatou a prefeitura para saber se eles têm o conhecimento deste caso e o que devem fazer a respeito. No entanto, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui