Painel

0
666

Rumores negados

Nesta semana começaram a circular rumores de que a partir do dia 3 de maio haveria uma liberação por parte da prefeitura para a reabertura gradual do comércio. No entanto, ao ser questionado pela Gazeta, o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) negou o boato e afirmou que a prevalência da determinação estadual continua e a liberação deverá ser efetuada a partir do dia 10.

Sem máscaras

Na primeira sessão de Câmara transmitida ao vivo pelo Facebook, no dia 29, que foi a do debate do projeto de lei que aumenta a alíquota da contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%, internautas que acompanharam o vídeo não perdoaram o fato de alguns vereadores não estarem usando máscara, contrariando o decreto municipal que determinava a obrigação do uso da peça desde a segunda-feira, dia 27. Nos comentários do vídeo, muita gente cobrou o exemplo por parte desses membros do Legislativo.

Subiu o tom

Durante sua fala aos vereadores, o prefeito se exaltou e chegou a pedir desculpas pelo tom que adotou ao falar sem citar nomes, que tem vereadores que são hipócritas, que enganam o funcionalismo e a população, devido ao que teriam comentado a respeito do projeto na cidade, sem os devidos esclarecimentos.

Não pegou bem

Por mais que o prefeito tenha sua opinião, motivos para defender o projeto e para se indignar contra esta postura por parte de alguns parlamentares, para quem assistiu à live, a maneira como ele se dirigiu aos membros do Legislativo, dentro da Casa dos vereadores, sem que nenhum deles tenha se manifestado, não pegou bem. Algum dos vereadores deveria ter se apresentado em defesa da Câmara e pedido a Amarildo que ou desse os nomes ou que se portasse de maneira mais condizente à Casa de Leis.

Estresse

O prefeito Amarildo, que já vinha assoberbado com o trabalho de colocar a casa em ordem, com a chegada do coronavírus teve de se empenhar ainda mais nas suas atividades, o que certamente o leva ao estresse quando tem de tratar assuntos tão delicados com os vereadores. Principalmente quando alguns nobres edis usam de políticas para ficar de bem com os funcionários e se esquivam das responsabilidades inerentes ao cargo.

Reconheceu

Ao falar aos vereadores, o prefeito reconheceu que “todos nós ganhamos bem”, se referindo aos subsídios que o prefeito e os vereadores recebem em relação à grande maioria da população vargengrandense e também grande parte dos funcionários municipais. Vargem tem mais de 3.000 famílias onde seus membros vivem com apenas R$ 500,00 por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui