Alunos da rede municipal começarão a receber atividades

0
1141
Renata Taú, diretora de Educação, explica como será o desenvolvimento das atividades. Foto: Arquivo Gazeta

As aulas dos alunos da rede municipal de Vargem Grande do Sul estavam suspensas desde o dia 17 de março, devido à quarentena em proteção a pandemia do novo coronavírus (covid-19), mas após quase dois meses, as ações de ensino serão reiniciadas.
De acordo com a prefeitura, o ano letivo será retomado nesta segunda-feira, dia 11, quando os alunos vão começar a receber atividades. As atividades pedagógicas e não presenciais serão realizadas pelos alunos conforme planejamento e orientação dos professores e serão computadas na carga horária mínima de dias letivos.
Os professores estarão elaborando e distribuindo semanalmente um manual com as instruções e orientações para os pais e alunos, com o conteúdo e atividades que deverão realizar durante a semana. As atividades serão realizadas através da apostila que os alunos já receberam do Sistema Anglo de Ensino.
Os professores iniciaram o teletrabalho na quinta-feira, dia 7, para preparar as atividades que serão enviadas aos alunos para serem feitas em suas casas. A decisão foi publicada no Jornal Oficial do Município na edição de terça-feira, dia 5.
Segundo a prefeitura, o decreto segue a regulamentação do Departamento de Educação e aprovação do Conselho Municipal de Educação, com atividades remotas durante o período de suspensão das aulas presenciais como medida temporária e emergencial de prevenção de contágio pelo vírus.
De acordo com a diretora do Departamento de Educação, Renata Taú, as atividades serão enviadas por e-mail a princípio. “Vamos dar preferência para enviar desta maneira e se tiver alguém que não tem e-mail, poderá estar retirando em horário marcado na escola para não tumultuar, com todos os cuidados de higiene. Estaremos entregando impresso nas escolas”, disse.
A diretora explicou que para os alunos de zona rural, que não tem internet para mandarem por e-mail, os motoristas dos transportes levarão as atividades até eles. “Vai junto com um manual de orientação para os pais poderem ajudar os filhos a fazerem as atividades”, comentou.
Renata comentou que por enquanto as aulas serão assim, não presenciais com atividade remota e que depois, quando puder voltar, a Educação irá retomar as ações presenciais e repor essas aulas que ficaram para trás.
A diretora disse que por enquanto não terá uso de acesso a plataforma digital. “Entendemos que muitos alunos na nossa clientela não têm como acessar essa plataforma. Alguns não têm celular ou não têm computador em casa, então decidimos por fazer assim, o mais simples possível para que todos tenham acesso”, pontuou.
Segundo ela, as atividades enviadas nesse período serão corrigidas quando as aulas retornarem. Os professores foram orientados quanto a parte pedagógica em reunião. “É considerado volta às aulas, mas de forma não presencial, ou seja, remoto. E quando puder voltar presencialmente, aí volta ao normal e a gente retoma essas aulas que ficaram para trás de forma presencial também”, completou.
Serão disponibilizados aos pais e alunos o e-mail do professor e um número de whatsapp institucional da escola para tirar dúvidas. Caso os pais ou alunos não tenham acesso a nenhum meio digital os mesmos poderão agendar um horário na escola para atendimento presencial com hora marcada. O agendamento deve ser feito por telefone.
A prefeitura solicita aos pais ou responsáveis que enviem seu endereço de e-mail para a escola de seu filho constando o nome completo do aluno e a série. A informação pode ser encaminhada para o e-mail da escola ou através de ligação telefônica.

Professores

As atividades pedagógicas não presenciais, segundo a prefeitura, serão computadas na carga horária mínima de dias letivos. De acordo com o decreto, será de responsabilidade do Departamento de Educação a definição do conteúdo a ser trabalhado, a disponibilização de orientações que permitam o acompanhamento dos conteúdos ofertados aos alunos e criação de canais de interação, bem como a realização de avaliações durante o período de teletrabalho.
A prefeitura pontuou ainda que os professores da rede municipal após retornarem às atividades, o que ocorreu na quinta-feira, dia 7, cumpriram 50% de sua jornada na forma de teletrabalho, e os outros 50% serão computados no Banco de Horas Negativo para compensação posterior.
Na impossibilidade de realização do teletrabalho, segundo o informado, o professor deverá cumprir sua jornada designada de forma presencial na Unidade Escolar. As horas creditadas do Banco de Horas Negativo serão utilizadas para a reposição de aulas presenciais ou a critério do Departamento de Educação.
No caso de impossibilidade de acesso ao conteúdo das atividades remotas disponibilizadas pela Unidade Escolar, as orientações aos pais e responsáveis serão feitas de forma presencial, mediante agendamento prévio, conforme o decreto, que não se aplica aos educadores infantis, merendeiras e inspetores de alunos.
Os casos omissos serão avaliados pela Diretora do Departamento de Educação e ratificados pelo Chefe do Poder Executivo Municipal.

Rede estadual

Os alunos da rede estadual já começaram a receber as apostilas liberadas pelo Governo do Estado de São Paulo. O ano letivo de 2020 destes alunos foi retomado a partir do dia 27.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui