Vargem somou 9 casos de Covid-19 em poucos dias

0
2194
Prefeitura seguiu com desinfeção das ruas da cidade. Foto: Prefeitura

Em oito dias, Vargem Grande do Sul contabilizou nove casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus e que já ceifou 14 mil vidas em todo país. Os casos registrados na cidade, felizmente, não evoluíram para situações graves. Nenhum paciente precisou de intubação para ventilação mecânica, até a sexta-feira, dia 15.

Dos 9 casos na cidade, quatro se tratam de profissionais da Saúde e estão com exames confirmados para Covid 19. De acordo com a prefeitura, todos estão estáveis e em casa, cumprindo a quarentena conforme protocolo do Ministério da Saúde.

O primeiro caso de Covid-19 em Vargem foi divulgado no dia 7 de maio. O paciente permaneceu internado no Hospital de Caridade e outras três pessoas que tiveram contato com ele, todos da mesma família e grupo de amigos, também adquiriram a doença. O homem teve alta nesta semana, após sua condição de saúde evoluir bem.
Uma mulher que também testou positivo para Covid e foi uma das pessoas que tiveram contato com este primeiro caso, permanece internada no hospital. Conforme a reportagem da Gazeta de Vargem Grande apurou junto à prefeitura, seu estado de saúde tem apresentado melhoras e ela tem previsão de alta para os próximos dias.
Os demais casos confirmados em Vargem estão em isolamento social, sendo acompanhados sem a necessidade de internação. Segundo a prefeitura, assim que estiverem recuperados e após ter cumprido o prazo de quarentena, podem voltar ao convívio social.
Como o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) e as autoridades sanitárias de Vargem têm destacado, para evitar um efeito cascata no município, é preciso manter o isolamento social. Se a pessoa precisar sair de casa, a lei estadual determina que todos usem máscaras.
Durante a semana, a prefeitura seguiu com a desinfecção das ruas da cidade com o produto amônia quaternária doado pela empresa Fuzil. A Abengoa também colaborou, cedendo caminhão pipa e pessoal para o serviço. O trabalho de aplicação está sendo supervisionado pelo coordenador da Vigilância em Saúde, o médico veterinário Alessandro Souza.
Além disso, a prefeitura fez fiscalização em bares da cidade, orientando que os clientes não podem consumir no local, e sim comprar os produtos e levar para casa, com o objetivo de evitar aglomeração.

Cuidados

Em um pronunciamento, Amarildo pediu a todos que permaneçam em casa em quarentena, lembrando que podem existir em Vargem pessoas assintomáticas já que possam estar com o vírus e transmitir sem saber. Lembrou que uma pessoa que possa ter ido a um bar, a um local onde houve aglomeração, ter tido contato com alguém com o vírus e ter levado para casa, contaminando algum familiar que possa desenvolver uma forma mais grave da doença ou até mesmo perder a vida.
“Pode ser um amigo que você foi visitar. Ou aquele churrasco, onde você fez questão que viesse de fora, fora do seu grupo familiar, aquela pessoa que você gosta tanto. Como já disse anteriormente, não está escrito na testa de alguém que ela está contaminada”, ressaltou Amarildo, lembrando que a Covid-19 pode não ser grave para muitos pacientes, mas que em muitos casos, ela causa sérios problemas de saúde e pode matar.
“Você está preparado para ter em sua consciência que foi a sua negligência que propiciou isso?” questionou o prefeito. “Você está preparado para isso? Eu não estou preparado. Muito pelo contrário. Eu não vou me omitir”, disse. Por fim, agradeceu a todos que estão adotando as medidas de prevenção necessárias, como lavar as mãos, manter o distanciamento e usar máscaras e fez um apelo aos vargengrandenses que continuem em isolamento social, especialmente os que fazem parte dos grupos de risco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui