Vacinação contra a gripe começa dia 12

0
798
Vacina contra a gripe em 2020 teve ampla adesão em Vargem. Foto: Gazeta

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe tem início no dia 12, com orientações específicas devido a imunização contra a Covid-19. A campanha contra a gripe deve se estender até 9 de julho.
Mesmo com o início da campanha em abril, a imunização contra o novo coronavírus será mantida conforme cronograma, porém, o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente, pedindo que a população respeite um intervalo entre as vacinas da Covid-19 e da gripe, em um período mínimo de 14 dias.
O Ministério da Saúde alerta que ambas as vacinas são importantes e uma não substitui a outra, ou seja, quem tomar a vacina contra a gripe não ficará imune contra o novo coronavírus. Ainda assim, a vacinação contra a Influenza previne contra o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.
Segundo o Ministério da Saúde, todos os protocolos de saúde e segurança serão mantidos durante a imunização, como distanciamento, máscara e uso de álcool gel.
Conforme definido no informe técnico do Ministério da Saúde, o objetivo é vacinar pelo menos 90% do público-alvo, que totaliza mais de 79,7 milhões de brasileiros. Em 2020, a ação chegou a superar essa meta, atingindo 95,7% do grupo prioritário.

Cronograma
No ano passado, adultos de 55 a 59 anos foram incluídos entre o público-alvo. Mas, em 2021, eles deixaram de integrar os grupos prioritários. A partir do dia 12, as doses serão oferecidas para crianças acima de seis meses, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores de saúde. Em seguida, a partir de 11 de maio, o grupo prioritário é composto por idosos com mais de 60 anos e professores.
Já do dia 9 de junho até 9 de julho, os imunizados serão pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e do exército, funcionários do sistema prisional, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.
Além disso, haverá um Dia D, ainda não marcado, em que os postos de saúde aplicarão a vacina da gripe em um sábado, com o objetivo de abranger mais pessoas dos grupos de prioridade.
A aplicação em geral é feita com só uma dose. Porém, para as crianças, serão duas picadas, com intervalo mínimo de quatro semanas. Se essa for a primeira imunização deles, as duas são dadas juntas.
A Gazeta contatou a prefeitura para saber se o cronograma de vacinação contra a gripe em Vargem seguirá o previsto pelo Ministério da Saúde. No entanto, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui