Comércio se prepara para o Dia das Mães

0
280
Na Armazém, aposta de vendas está em itens confortáveis

Segunda melhor data em vendas para o comércio, o Dia das Mães deste ano será novamente diferente em meio a pandemia da Covid-19. Em 2021, a data, que será no segundo domingo do mês, dia 9, volta a ser celebrada após um endurecimento das medidas de prevenção à doença.
O presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Vargem Grande do Sul, Marcelo Oliveira Terra, comentou que, como já é notório em todo o país, o comércio local está muito prejudicado por causa da pandemia e do reincidente abre e fecha dos estabelecimentos, descontrolando o normal fluxo de negócios e o giro comercial que mantém a economia funcionando.
Ele contou o que a ACI tem feito para auxiliar os empresários de Vargem. “A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) tem atuado junto ao Governador do Estado para evitar o fechamento dos estabelecimentos comerciais, inclusive apresentando sugestões para que isso seja alcançado. Por medida de racionalização, esse tipo de atitude é sempre tomado pela representante de todas as associações e o resultado é que decretos mais severos foram flexibilizados, possibilitando o retorno das atividades negociais”, explicou.
Marcelo pontuou qual a expectativa da ACI em vendas para este Dia das Mães. “É esperado movimento de negócios similares, em termos de quantidade, aos dos anos anteriores. A data é muito significativa e as pessoas não vão deixar de homenagear suas mães, mesmo que reduzindo seus gastos a valores unitários mais adequados ao poder de compra de cada consumidor”, finalizou.
Comerciantes seguem otimistas
A Gazeta contatou lojistas para saber quais são as expectativas para a data, que costuma aquecer a economia no comércio. Leandro Tavares Gonçalves, diretor do grupo da Óticas Paris, comentou que estão se preparando muito bem para o Dia das Mães deste ano. “Com muitas expectativas boas, estaremos abrindo mais uma Ótica do nosso grupo ainda este ano em Vargem”, disse.
Ele contou que o grupo já está apostando em vendas on-line e darão sequência para a próxima semana, que antecede a data comemorativa. “Aumentamos nossos estoques e muito. Estamos cheios de novidades em todas as lojas. Faremos muitas promoções para atrair os clientes, mas vender com preço justo é nossa forma de trabalhar. Estratégias para aumentar o movimento são constantes, estamos sempre pensando em algo que inove nosso trabalho”, completou.
A expectativa também é alta para Mariana Haddad, diretora e sócia proprietária da Lunayma Magazine. Ela contou que as lojas Lunayma estão preparadas para o Dia das Mães com muitas novidades. “Os estoques estão lotados de mercadoria da nova estação. Estamos confiantes que nesta data comemorativa as vendas serão excelentes”, disse.
Entre os itens preferidos dos clientes da Lunayma, Mariana citou sapatos, botas, pijamas, perfumes importados, bolsas e carteiras. Ela falou sobre as estratégias de venda para a data. “Teremos campanha para os clientes que comprarem nas lojas. A principal estratégia é ter produtos da estação e de qualidade, com marcas conhecidas e formas de pagamento facilitado”, comentou.
Adriana Nogues Beloni, da Armazém Boutique, está com expectativas altas para o Dia das Mães. Ela comentou que, diante da pandemia, não investiu tanto em estoques muito grandes, mas mesmo assim comprou itens bem especiais para o Dia das Mães. “A loja tem muita coisa bonita, muita coisa legal. A pandemia não fez a gente parar de trabalhar, a gente continua comprando, vendendo, investimos no Dia das Mães, mas um pouco menos, o que é normal”, disse.
A empresária pontuou que as vendas on-line se tornaram muito importante nessa época e citou os itens que acredita que mais serão vendidos na data. “Vendemos muito bem para o WhatsApp e Instagram. Pretendemos fazer mais uma live semana que vem, mostrando os produtos que temos na loja e misturando um pouco de promoção. Porque eu percebo que nas lives, as pessoas que não estão querendo sair muito, participam bastante e compram muito também, então vamos investir mais em lives e fazer mais uma para o Dia das Mães. Acho que vai vender bastante produtos confortáveis, como abrigos e tênis, mas bolsas e roupas melhores eu costumo vender muito”, contou.
Adriana relatou que, apesar de pandemia e as pessoas não estarem saindo, elas seguem consumindo. “Graças a Deus, isso está fazendo o comércio conseguir sobreviver. Mesmo quando fechado, vendemos por sacola, agora aberto, facilitou muito. Então acredito que será um bom Dia das Mães, acho que vai ser legal e espero que seja muito bom”, completou

Fotos: Arquivo Pessoal

Na Armazém, aposta de vendas está em itens confortáveis
Lunayma: sapatos, pijamas, perfumes e bolsas entre os mais desejados
Óticas Paris conta com novidades para o Dia das Mães

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui