40 obras estão planejadas e sendo executadas na cidade

Obras seguem na Escola Flávio Iared, no Jardim Fortaleza. Foto: Prefeitura

A Câmara finaliza os últimos estudos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que será colocada em votação na terça-feira, dia 15, para os gastos e investimentos que o município fará em 2022 e também, como pede a lei, enumera as obras que ainda estão em andamento, sendo executadas pela prefeitura municipal.
O diretor de Obras Ricardo Luís Leonetti Bisco cita no documento enviado aos vereadores, 40 obras em execução ou que serão iniciadas em 2022. Algumas são obras pequenas, como por exemplo, calçamento da viela da Rua Amapá, outras, porém, prometem trazer grande impacto no dia a dia dos moradores da cidade, como a construção dos reservatórios de água, um nas áreas de várzea do Zecão, logo abaixo da Barragem Eduíno Sbardelini, e outro na área da família Melo, acima da atual barragem.
O que levou o Executivo a elencar a construção destas obras, provavelmente foram as necessidades verificadas junto aos moradores, reclamações feitas, pedidos de vereadores, promessas de campanha ou até mesmo a determinação do próprio prefeito na sua ótica de administrar a cidade e verificar o que seria melhor para a população no seu entender.
Assim, é que consta no rol das obras, a construção de sanitários públicos em aço inox na Praça Cap. João Pinto Fontão, uma obra que foi anunciada na revista de campanha de 2020 do prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), quando buscava a reeleição.
Dentre as obras a destacar e que são de maior impacto, estão a ampliação do Cemitério Parque das Acácias; construção do conjunto habitacional vertical através do projeto Nossa Casa da CDHU; a construção de novas casas populares; de uma ponte sobre o Rio Verde, na Rua Getúlio Vargas; de uma passarela sobre o Rio Verde na represa Eduíno Sbardelini; uma creche nova no Jd. Fortaleza; prolongamento da Av. Manoel Gomes Casaca, dentre outras obras de menor impacto.
Com relação ao abastecimento de água na cidade, o cronograma consta da construção de uma adutora de água tratada do Jardim Paulista até o poliesportivo da Vila Santa Terezinha; de cinco reservatórios metálicos de água tratada; troca de encanamento antigo em vários bairros; estrutura de fechamento dos reservatórios e quadro elétrico de alimentação, comando e acionamento.

Pavimentação
Com relação ao asfaltamento de ruas com seus asfaltos danificados, o investimento será grande. Estão previstos o recapeamento de várias ruas do Jardim Pacaembu; na Cohab I; várias ruas do Jardim Fortaleza; do Jardim Primavera; Jardim Dolores e algumas ruas de bairros mais no centro da cidade. Também está no cronograma, o recapeamento de ruas que hoje são de paralelepípedos.
Com relação às reformas, o planejamento para este ano e para o ano que vem incluem as que estão em andamento no antigo Clube Vargengrandense, que se tornará um espaço para a terceira idade; reforma do PPA que continua em andamento; da fonte da Praça da Matriz e ainda não iniciada, mas que consta dos planos de governo de Amarildo, a reforma do antigo Clube III Vilas.

Escolas
No tocante às reformas e ampliações no setor da Educação, onde sempre há mais verbas para investimento, o relatório das obras apresentado aos vereadores tem a continuação da reforma da EMEB Francisco Ribeiro Carril, que está em fase de finalização; pintura na EMEB Nair Bolonha; reforma da EMEB Mário Beni, com praça, estacionamento e calçada e reforma e ampliação da EMEB Henrique de Brito Novaes. A obra mais importante do setor continua sendo a construção da Escola Flávio Iared, que entra na fase de alvenarias e acabamentos.
Com relação às creches, consta a construção de uma creche no Jardim Fortaleza, mas segundo apurou o jornal junto ao departamento de Obras, houve um engano, pois trata-se da creche que está sendo construída no Jardim Paraíso II e do término da creche no Jardim Ferri. Também haverá a reforma e ampliação das creches Irmã Gertrudes e Dona Cezarina.

Infraestrutura
Ainda constam do extenso número de obras a ser executada, a substituição de iluminação pública por LED; a reforma do Cemitério da Saudade; aquisição de placas com nomes de ruas; a urbanização da pedreira próxima à antiga Estação de Tratamento de Água do Jardim Pacaembu; a construção do passeio público na Av. Aurora Fernandes Bolonha; a execução de trincheiras no aterro sanitário; drenagem na Cohab I e drenagem na Rua Joia.

Ausentes
Não constam do documento, a construção de um novo distrito industrial, a continuação da contenção da voçoroca na Cohab VI, construção do novo prédio da Equipe da Saúde da Família do Jardim São José, que aparecia na revista de campanha do prefeito Amarildo Duzi Moraes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui