Casos de Covid-19 aumentam e causam preocupação na cidade

Farmácias apontam procura pelos autotestes de Covid. Foto: Reprodução Internet

Os boletins epidemiológicos da Covid-19 publicados diariamente pela Prefeitura Municipal mostram um aumento do número de casos da doença na cidade nos últimos dias. O crescimento, conforme analisado pela Gazeta de Vargem Grande, não é muito alto, mas é algo a ser acompanhado atentamente.
A frente fria da última semana, o clima seco e frio, deixa tudo mais propício para que o vírus se espalhe entre os munícipes. A expectativa de mais frio nos próximos dias e a realização de eventos em toda região, as aglomerações do Dia das Mães, enfim, uma série de fatores fazem as autoridades sanitárias ligarem o sinal de alerta.
O boletim InfoGripe da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira, dia 12, aponta novamente indícios de aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) entre adultos no Brasil. A análise, que envolveu números consolidados até a primeira semana de maio, destaca que os casos ligados à Covid-19, que estavam em queda, pararam de cair e são responsáveis pela maioria das SRAGs na população adulta. No geral, incluindo crianças, a doença representa 37% dos diagnósticos de SRAG durante as últimas quatro semanas, mas 81,6% dos óbitos.
Em Vargem, depois de semanas com a média de novos casos em estabilidade, os números aumentaram e uma pessoa precisou de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Prefeitura
A prefeitura pontuou que de fato tem ocorrido um discreto aumento, mas efetivo, de casos positivos para a Covid-19 em toda a região. “Isso certamente se deve ao não cumprimento dos protocolos básicos de enfrentamento da pandemia como por exemplo o uso de álcool em gel, manutenção do distanciamento social, evitar aglomerações e o uso de máscara quando está gripado ou perto de pessoas com síndrome gripal”, disse.
O Departamento de Saúde informou que a pandemia não terminou e que os cuidados devem ser mantidos. “Destacamos ainda que a procura por vacina da Covid-19 é muito pequena, embora isso não evite a doença, mas minimiza os sintomas, por isso a população deve continuar procurando os postos para a vacinação”, comentou.
A prefeitura ainda ressaltou que continua obrigatório o uso de máscara nas escolas e unidades de saúde e principalmente, recomenda-se o uso para as pessoas que assim quiserem.

Comparação
O mês iniciou com 6.773 casos positivos em Vargem, sendo que apenas 10 estavam ativos. Ainda no dia 1º, havia 121 óbitos, mais oito por outras causas, mas com presença da Covid, o que continuou por alguns dias. De acordo com o boletim, 10 pessoas estavam sendo monitoradas.
No dia 2, o número de casos ativos caiu para seis. Oito pessoas estavam sendo monitoradas. No dia seguinte, dia 3, a cidade registrou 6.782 casos positivos, sendo oito ativos e mais oito pessoas monitoradas.
No dia 4, havia sete casos ativos e os óbitos passaram a ser 121 por Covid e nove por outras causas. Havia oito pessoas monitoradas. No dia 5, nove pessoas estavam com o vírus ativo, das 6.787 que pegaram a doença na cidade. Na ocasião, 10 pessoas estavam sendo monitoradas.
Na sexta-feira, dia 6, haviam 13 pessoas com a doença e 13 pessoas estavam sendo monitoradas. Devido ao final de semana, a situação continuou a mesma no sábado, dia 7, e no domingo, dia 8.
Nesta segunda-feira, dia 9, os casos positivos deram um salto para 30, registrando 6.820 casos positivos. Um dos casos confirmados estava hospitalizado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outras 35 pessoas estavam sendo monitoradas. Na terça-feira, dia 10, 34 pessoas estavam com o vírus ativo e outras 40 estavam sendo monitoradas. Uma pessoa com Covid seguia hospitalizada na UTI.
No dia seguinte, quarta-feira, dia 11, 37 pessoas seguiam com a doença e havia 43 pessoas sendo monitoradas. Um paciente com Covid ainda estava na UTI.
Na quinta-feira, dia 12, a cidade registrou 42 casos de Covid ativos, sendo que um deles estava hospitalizado na UTI. Mais 45 pessoas estavam em monitoramento. Na UTI, ainda havia um paciente com Covid internado. E na sexta, dia 13, o número de casos ativos havia subido para 60 e 65 pessoas aguardavam para realizar o teste. Um mordor seguia internado na UTI e um estava hospitalizado em enfermaria com a doença.
Assim, em menos de duas semanas, Vargem saltou de 6.773 casos de Covid, no dia 1º, para 6.879, no dia 13, totalizando mais 106 casos no período.

Farmácias oferecem autoteste
O jornal procurou algumas farmácias para saber como está a procura pelos autotestes, se houve aumento nas vendas nos últimos dias e o que eles orientam os pacientes a fazer.
Antônio Sérgio da Silva, o Serginho da Farmácia, proprietário das Drogarias Santa Rita e Santa Luzia, contou que, mesmo com o acréscimo nos casos de Covid-19, no momento, a procura está muito pequena.
Ele informou como orienta as pessoas a fazerem. “Eu recomendo que é para evitar aglomeração em recinto pequeno e fechado. Em lugar aberto nem precisa usar máscara, se alimentar muito bem, tomar bastante líquido, sucos etc”, disse.
Marina Inácio Bertoloto Gonçalves, farmacêutica da Farmácia Santa Cecília, explicou que o início do mês de maio começou com a procura alta dos Autotestes de Covid-19. “Mas estava bem tranquilo. Foi mudar o tempo que começou a ter procura, mas nada absurdo”, comentou.
Ela contou como orientam os clientes. “No momento da venda, nossa equipe orienta como utilizá-lo e ele é feito pelo próprio paciente em casa. O resultado demora cerca de 15 minutos para sair, é bem prático e eficaz. No momento da venda, também explicamos que caso dê positivo o paciente já deve procurar um médico para iniciar o tratamento”, completou.

Vacinação
De acordo com o Vacinômetro do Governo do Estado de São Paulo, em Vargem, 102.113 vacinas contra a doença já foram aplicadas. Já foram imunizados, com a primeira dose, 37.945 pessoas. A segunda dose foi aplicada em 35.241 munícipes.
Dados mostram que 27.863 pessoas receberam a dose adicional e 1.024 pessoas foram imunizadas com a dose única da vacina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui