Descuido fatal

0
1316

Na edição do dia 25 de novembro, a Gazeta de Vargem Grande trouxe em sua seção de Saúde uma reportagem preocupante: os números de novos casos de sífilis tem aumentado na cidade. Um doença tão antiga quanto conhecida e que continua se espalhando. Já na edição deste sábado, a Gazeta traz a seus leitores dados com relação ao HIV/Aids, que conforme o jornal apurou, também teve um aumento significativo de novos casos.
Nas últimas quinta e sexta-feira, o Departamento Municipal de Saúde realizou a Campanha “Fique Sabendo”, oferecendo testes rápidos e gratuitos de detecção dessas doenças na praça Capitão João Pinto Fontão. A sífilis possui um tratamento fácil e se for diagnosticada precocemente, a cura pode ser tranquila. No caso da sífilis primária, uma única dose de penicilina benzatina intramuscular basta, conforme uma reportagem da Globonews
Também preocupa o aumento de casos de Aids em pacientes jovens. Apesar da ampla divulgação a respeito da transmissão do HIV, os novos casos na cidade quase que dobraram entre 2016 e 2017. Tanto a sífilis quanto a Aids são doenças que podem ser transmitidas, entre outros meios, por relações sexuais desprotegidas.
Talvez pelo avanço do tratamento, jovens enxergam que a Aids já não seja uma ameaça tão mortal quanto era na década de 1980. Exatamente nesse quesito está o perigo do sexo sem proteção. Não exigir que o parceiro use camisinha, não realizar os exames para saber se possui a doença, evitar a prevenção apenas colaboram para este aumento cada vez mais grave destas doenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui