Casos de dengue em Vargem Grande sobem para 67

0
896
Aedes aegypti transmite dengue, febre amarela, zika e chikungunya. Foto: Reprodução Internet

Em cinco dias, Vargem Grande do Sul registrou mais nove casos de dengue. Até a quarta-feira, dia 8, de acordo com informações da Prefeitura Municipal, a cidade contabilizava 67 confirmados e 95 notificações.
Os casos confirmados e notificados felizmente estão abaixo em comparação a cidades da região, como São João da Boa Vista, que enfrenta uma epidemia e até a quinta-feira, dia 9, registrava 664 confirmados e 1.494 notificações. Na cidade, 570 pessoas ainda aguardam os resultados dos exames e dos confirmados, 641 são autóctones, ou seja, pegos no próprio município.
No entanto, a situação ainda é preocupante para os vargengrandenses, que em 2019, sofreram uma epidemia da doença. Até o dia 11 de abril do ano passado, a cidade tinha registrado 76 casos confirmados, apenas nove abaixo do que Vargem já registra este ano.
A dengue pode apresentar sintomas como febre alta repentina; dor de cabeça; dores musculares; dor nas articulações e atrás dos olhos; fraqueza; vermelhidão no corpo; e coceira.
A diferença para a dengue hemorrágica é que além dos sintomas da dengue clássica, pode haver também confusão mental, agitação ou insônia; perda de consciência; sangramento na boca, nas gengivas e nariz; boca seca e muita sede; dificuldade de respiração; fortes dores abdominais e vômitos intensos; pele pálida, fria e úmida; e pulso fraco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui